Caio Alexandre diz que está próximo da renovação com Botafogo

Loja Casual FC
Caio Alexandre renovação Botafogo
Foto: Vítor Silva / Botafogo

O volante Caio Alexandre afirmou que está próximo de assinar a renovação com o Botafogo. Em entrevista ao Canal do TF, parceiro do Fogo Na Rede, o jogador, que tem contrato até o final do ano, revelou que as conversas estão bem encaminhadas para estender o vínculo.

— As partes estão conversando. Esperamos quando voltar da pandemia renovar logo. Em breve vai dar tudo certo, se Deus quiser. As conversas estão bem encaminhadas.

Veja mais declarações de Caio Alexandre:

Titularidade

— Procuro me dedicar ao máximo para viver esse sonho de vestir a camisa do Botafogo.

Formação

— Sou muito grato ao Botafogo por tudo. Pelo ser humano que sou hoje, pelo jogador que me tornei. Devo muito aos profissionais que me ajudaram. O Clube foi fundamental na minha carreira. Sou muito grato.

Rerefências

— Grupo jovem, mas que quer trabalhar bastante. Somos homens. Temos muita responsabilidade de vestir essa camisa de um Clube que é gigantesco. Precisamos escutar bastante com os mais experientes. É sempre importante.

Técnicos

— Todos me ajudaram. Aprendi muito com todos. O Barroca foi quem me subiu para o profissional. Aprendi muito com ele desde a base. O Alberto Valentim foi quem me deu as primeiras oportunidades para atuar. O Autuori tem me dado muito conselho. É um cara muito vitorioso. Temos grandes objetivos durante o ano.

Posicionamento

— Tenho facilidade jogar como 1º ou 2º homem de meio. Gosto de sair com a bola. Sempre joguei de volante, desde a base. No 4-1-4-1 eu era o jogador que fazia essa saída. Onde o técnico me escalar vou ajudar o Botafogo.

Honda

— É um cara muito inteligente. Nesses poucos dias que ele está com a gente, ele já aprendeu muito português. Dentro de campo a língua uma só. Quando a gente voltar dessa quarentena ele vai estar melhor no português.

Leia também: Aprenda agora como ganhar dinheiro investindo em futebol

Quarentena

— Tenho trabalhado todos os dias aqui em casa. Tenho adaptado da maneira que dá para manter a forma. Essa pandemia, se Deus quiser, vai passar o mais rápido possível para voltarmos a treinar no Nilton Santos.

Perda com a pausa

— Vamos perder ritmo e parte física. Tomara que quando voltar a gente tenha para adaptar o condicionamento físico.

Leia também: Pedro Raul revela que mira Loco Abreu no Botafogo: ‘Chegar perto’

Treinamento com a Seleção

— Até hoje a capa do meu celular é a foto com o Neymar. Foi surreal. Os jogadores com os quais atuei nos treinos da seleção são referência para mim. Desfrutei muito daquele momento. Lembro todos os dias o quanto foi importante para mim.

Cinco jogadores referências com os quais atuou

Honda, João Paulo, Gatito, Diego Cavalieri e Marcelo Benevenuto.

Lecaros

— Ele é muito rápido, habilidoso. Está evoluindo bastante. Ele tem trabalhado muito e vai ter oportunidade.

Sonho

— Tenho sonho de dar uma casa para minha mãe. Trabalho todos os dias para realizar esse sonho.

Olimpíadas

— Vestir a camisa da Seleção sempre passa pela cabeça de qualquer jogador. Tenho sonho de jogar Olimpíada. Vamos trabalhando devagar.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.