Gerente da base explica proposta recusada pelo Botafogo por Matheus Nascimento: ‘Não achamos bom’

Loja Casual FC
Matheus Nascimento Botafogo
Foto: Vítor Silva / Botafogo

Gerente da base do Botafogo, Tiano Gomes falou pela primeira vez sobre a proposta de quase R$ 150 milhões recusada por Matheus Nascimento. Em entrevista ao “ge“, o dirigente revela que houve consenso de que não era momento de negociar o centroavante.

— Se a proposta foi recusada certamente é porque no momento tivemos conversas internas e não achamos por bem ter esse negócio do Matheus. Mas a gente sabe que por tudo que ele já apresentou, tudo que ele vem fazendo e pelo menino que ele é, a tendência é que as propostas apareçam mais. E aí, em certo momento, o Botafogo vai decidir o melhor. Mas a perspectiva é que ele jogue aqui no nosso profissional, leve o time à Série A do Brasileiro e possa performar junto com a gente. Acho que o Matheus tem tudo para se firmar o quanto antes no profissional e seguir a carreira dele – disse.

Leia também: Botafogo avalia permanência de Marcelo Chamusca para Série B

Tiano garantiu que o desempenho é principal objetivo do Botafogo com atletas jovens. Por isso, não descarta, por exemplo, descer Matheus Nascimento para o time sub-20.

— O Matheus como qualquer outro jogador do Botafogo é do Botafogo. Portanto, ele não é do profissional ou da base. Por isso, a partir do momento que se achar interessante qualquer jogador jogar no sub-20, isso vai ser conversado para ver se vai ser interessante ou não nesse momento. Sempre pensando no desenvolvimento do atleta, na melhor performance dele, e nunca pensando em querer aumentar ativo ou diminuir ativo. O ativo é o jogador jogar bem e ter desempenho. Isso é o principal para a gente.

Siga-nos no Twitter | Siga-nos no Instagram | Siga-nos no Facebook

Comentários

Sobre Redação 5642 Artigos
Fogo na Rede é um veículo profissional especializado na cobertura do Botafogo: últimas notícias, jogos e muito mais!