Honda revela desejo de estrear pelo Botafogo: ‘Mal posso esperar’

Loja Casual FC
Honda Botafogo
Foto: Reprodução

Desde a última terça, 3, Keisuke Honda está regularizado para estrear pelo Botafogo. Embora já tenha condições legais para atuar, o técnico Paulo Autuori não confirmou o meia no clássico contra o Flamengo.

Segundo o treinador, Honda deve ser considerado como peça fundamental para agregar qualidade na trajetória do Clube durante o ano, não apenas para o clássico.

Enquanto isso, o astro japonês treina e vive a expectativa pela estreia no Alvinegro. Em entrevista à Botafogo TV, Honda revelou ansiedade para o grande momento.

— Eu estou ansioso para estrear. Mal posso esperar para jogar. Porque estou aqui, os fãs querem que eu esteja aqui. Então mal posso esperar. Eu quero muito jogar. É incrível e estou empolgado – admitiu.

Leia também: Aprenda agora como ganhar dinheiro investindo em futebol

Experiente, o meia também falou sobre o entrosamento do time neste início de temporada.

— Eu estou muito feliz de estar aqui com meus companheiros. Acho que estamos indo bem nos treinos. Eu estou feliz, sabe? Eu ainda não joguei, mas estou muito ansioso por jogar.

PUBLICIDADE

— Geralmente a equipe precisa de tempo para se entrosar com o grupo. Ainda temos que nos entender, especialmente os outros jogadores e eu. Não conseguimos nos comunicar bem por problemas de idioma. Eu preciso aprender melhor o portugês. Eu quero saber mais sobre eles (jogadores).

Aerohonda

O craque ainda lembrou o desembarque no aeroporto, que foi batizado como AeroHonda.

— Eu sinto que essa atmosfera é realmente incrível. Especialmente quando eu cheguei no aeroporto, muitos torcedores vieram me receber. Fiquei feliz pela recepção que me deram no Brasil. Eu quero retribuir a eles com algo especial, do fundo do meu coração. Acho que isso significa que eu tenho que jogar bem, tenho que me esforçar por eles. Quero muito fazer isso acontecer.

Principal reforço do Botafogo na temporada, Honda prometeu retribuir todo o carinho da torcida em campo.

— Mais uma vez, eu agradeço a vocês por tudo. Eu estou aqui por causa de vocês. Agora é minha vez, quero lhes dar de volta algo especial. Sei que não é uma situação fácil, mas eu vou tentar mudar um pouco o tanto quanto eu puder. Não posso prometer nada. Eu vou dar meu melhor enquanto estiver aqui. Vamos fazer acontecer juntos!

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.