Isolado no Japão, Ezequiel, ex-Botafogo, faz alerta: ‘Respeite a quarentena’

Loja Casual FC
Ezequiel Botafogo Japão
Foto: Reprodução

Negociado em janeiro pelo Botafogo com o Sanfreece Hiroshima, do Japão, Ezequiel está isolado no país. Por causa do coronavírus, o atacante, em quarentena, não pode receber nenhum familiar.

Leia também: Barroca revela bastidores da saída do Botafogo: ‘Nunca vi aquilo’

Em entrevista ao “Canal do TF”, parceiro do Fogo Na Rede, Ezequiel pediu respeito às orientações das autoridades em meio à pandemia.

— Respeite a quarentena porque é o único jeito para voltarmos à nossa vida normal, rever nossos familiares.

Desde janeiro no país asiático, o atacante conta que não teve dificuldade de adaptação.

— Foi bem rápida. Sofri um mês com a língua. Hoje estou conseguindo me comunicar melhor. As características do futebol são parecidas. Naturalmente as coisas estão acontecendo.

Leia também: Na Bulgária, Renan admite desejo de voltar ao Botafogo: ‘Tenho essa vontade’

O maior desafio, admite, tem enfrentado fora das quatro linhas.

— Quando aceitei o desafio de vir ao Japão, sabia que iria sentir saudade da família. Não sabia que ia acontecer essa pandemia. Infelizmente aconteceu e a gente precisa se cuidar. Sair de casa só se for necessário, de máscara e álcool gel.

Revelado pelo Botafogo, o atacante também arriscou opinar sobre temas relativos ao ex-clube, como a contratação do japonês Honda.

— É a chegada de um ídolo. A torcida está encarando assim e eu também. Ele tem tudo para fazer o nome dele no Brasil e ajudar o Botafogo a grandes conquistas.

Ezequiel Botafogo
Pelo Botafogo, Ezequiel tem 24 jogos e um gol. Foto: Vítor Silva / Botafogo

Conheça a melhor linha retrô do Botafogo e ganhe 10% OFF com cupom FOGONAREDE

Antentado no noticiário alvinegro, Ezequiel palpitou até sobre nomes sondados pelo Clube: Obi Mikel e Yaya Touré.

— Acredito que se for possível, ter os dois jogadores seria de grande peso, que chegam com status de ídolo. Eles fariam o nome do Botafogo ser maior do que já é e o Clube brigaria por grandes títulos.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.