Rápido, bom reflexo e dificuldade pelo alto: jornalistas analisam John, novo reforço do Botafogo

Loja Casual FC
botafogo john santos
Ivan Storti/Santos FC

Primeiro reforço do Botafogo para 2024, o goleiro John desembarca no Rio com a missão de assumir a titularidade do Alvinegro após a saída de Lucas Perri para o Lyon. Apesar dos 27 anos, o jogador de 1,96m tem baixa minutagem na Série A.

Revelado pelo Santos, John atuou pouco pela equipe. Ao longo de três temporadas, soma apenas 28 jogos, com 32 gols sofridos. Pelo Peixe, passou nove jogos sem ser vazado. No curto período pela equipe, no entanto, não animou a torcida.

Setorista do Santos no “Diário do Peixe“, o jornalista Giovane Martineli lembrou a curta passagem de John como titular da equipe.

— Ele assumiu a posição de titular quando o João Paulo teve Covid. Ficou alguns jogos, mas também pegou Covid. Existia uma dúvida grande entre quem seria titular na final da Libertadores. O Santos optou por ele e muitos torcedores acham que ele falhou no gol, que poderia ter saído no cruzamento. Depois de alguns jogos o João Paulo voltou a ser o titular – disse para completar com as características:

Como todo goleiro recente do Santos, tem dificuldade nos cruzamentos, com os pés e não pega pênalti. Mas é muito rápido e ágil embaixo das traves. Tem bom reflexo – finalizou.

Ricardo Duarte/Internacional

Retrospecto no Inter

As virtudes e o defeito de John apontadas na curta passagem no time titular do Santos ganharam eco na avaliação de Thiago Stormovski, setorista gaúcho e dono do canal “Mundo do clássico”. Segundo o jornalista, que acompanhou de perto o goleiro no Internacional em 2023, ele se destaca embaixo das traves, mas peca pelo alto.

John assumiu a posição após uma instabilidade do Keiller e rapidamente convenceu que teria que ser titular. Isso aconteceu logo depois do Campeonato Gaúcho e início do Brasileirão. Apesar de ter sido pouco tempo de atuação, foi o suficiente pra convencer que é ótimo. Pra mim, a principal virtude é debaixo das traves. Ele tem muita elasticidade e repertório pra defender por baixo e por cima. Se eu pudesse pontuar um defeito, acho que deixa um pouco a desejar na saída de bola aérea, muitas vezes, aparenta ser um pouco inseguro, mas isso é um problema quase geral dos goleiros brasileiros. Salvou o Internacional na fase de grupos da Libertadores e, com certeza, sem ele não classificaria. Também foi muito importante pra conseguir pontos na reta inicial do Brasileirão – disse.

John iniciará as atividades no Botafogo juntamente com os novos companheiros no dia 7, data da reapresentação do clube para a pré-temporada.

Siga-nos no Twitter | Siga-nos no Instagram | Siga-nos no Facebook

Comentários

Sobre Redação 5642 Artigos
Fogo na Rede é um veículo profissional especializado na cobertura do Botafogo: últimas notícias, jogos e muito mais!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*