Remadoras do Botafogo fazem vaquinha virtual para disputar Sul-Americano no Paraguai

Loja Casual FC
remadoras botafogo vaquinha
Foto: Reprodução

Desde o último sábado, 20, três atletas do Botafogo remam contra o tempo em uma raia inédita. O pódio, pela primeira vez, tem apenas um degrau: a participação no Sul-Americano de Remo no Paraguai. Para vencer esta bateria, no entanto, Nathalia Barbosa, Dayane Pacheco e Chloé Gorski precisam levantar R$ 25 mil.

Por isso, as remadoras criaram uma vaquinha online. O montante — modesto se comparado ao futebol — é o suficiente para custear a logística das três atletas e do treinador Paulo Vinícius até o Paraguai. O valor arrecadado cobrirá passagens, hospedagens, alimentação, transporte e testes de Covid da delegação alvinegra.

Beatriz Tavares, também atleta do Botafogo, já está garantida na competição graças ao desempenho no barco individual e ao custeio da Confederação Brasileira de Remo. As demais, porém, não conseguiram o suporte da CBR.

Única confirmada no Sul-Americano por enquanto, Beatriz Tavares lembra ao Fogo na Rede como surgiu a ideia da vaquinha virtual.

— Surgiu quando a gente não conseguiu o apoio da Confederação. Já estávamos treinando esses barcos há bastante tempo com bons tempos. Por isso, acreditamos que esses barcos podem conquistar medalhas. Não por acaso, estamos nos mobilizando dessa forma. Seria um desperdício para o Brasil. Até porque faz tempo que o País não tem um four competitivo em campeonato sul-americano. O último double eu e Chloé [Gorski] vencemos. Agora vou fazer dupla com a Nathalia [Barbosa]. Podemos fazer uma boa prova e, se tudo der certo, ganhar! – disse Beatriz.

Leia também: Durcesio Mello revela negociações com fundos e garante: ‘Botafogo S/A vai sair’

Remadoras do Botafogo vencem prova four no Brasileiro Interclubes. Foto: Reprodução / Instagram

26% da meta

Por ora, a vaquinha online arrecadou R$ 6.400 em três dias, isto é, 26% da meta estipulada. De acordo com a plataforma de captação, são 43 apoiadores no total — entre os quais dirigentes do departamento do Botafogo. Do Clube, aliás, esta foi a única ajuda até aqui. Isso porque, desde a separação do futebol em relação ao clube social, os esportes olímpicos não recebem mais apoio oficial. Para existirem, portanto, devem ser autossustentáveis.

Para doar ao projeto, clique aqui.

Apesar da falta de apoio do Botafogo, a modalidade conta com ajuda de dirigentes do departamento de Remo. Ainda assim, até 10 de dezembro serão 17 dias de muita braçada nas redes até o primeiro objetivo. O Sul-Americano de Remo ocorre do dias 16 a 19, no Paraguai.

Siga-nos no Twitter | Siga-nos no Instagram | Siga-nos no Facebook

Comentários

Sobre Redação 833 Artigos
Fogo na Rede é um veículo profissional especializado na cobertura do Botafogo: últimas notícias, jogos e muito mais!