Rizek: ‘Se existe isso de jogadores pedirem para não jogar pela pressão, não podem estar no Botafogo’

Loja Casual FC
botafogo tiago nunes andre rizek
Reprodução / sportv

A coletiva de Tiago Nunes após a derrota do Botafogo para o Vasco ainda repercute na imprensa esportiva nesta segunda, 19. Para o apresentador André Rizek, se de fato existem jogadores que preferem ficar de fora do time pela pressão, não podem estar no Glorioso.

— Ontem, quando cheguei para trabalhar no “Seleção Sportv”, essa notícia que me gritava. Os jogadores do Botafogo pedindo para não jogar por não aguentarem a pressão. O Paulo Nunes me disse que isso acontece direto. Quando você está em crise, é comum que jogadores peçam para ficar fora do time. Mas a notícia que grita é que, no Botafogo, jogadores no plural, ou seja, pelo menos dois, estão pedindo para ficar de fora. Que eles não estejam com raiva, apagar o vexame, mas sim querendo ficar de fora. Se existe isso, esses jogadores não podem estar no Botafogo. Se não aguentam a pressão, não podem estar ali – enfatizou.

botafogo santos tiago nunes
Foto: Buda Mendes/Getty Images

Entenda

Na coletiva após a partida, Tiago Nunes tentou justificar mais uma derrota na temporada. O técnico revelou que tem jogadores que pedem para não jogar por ainda sentirem o peso da perda do título do Campeonato Brasileiro.

— Certamente uma das dificuldades que a gente tem. Se eu olhar em retrospectiva para os últimos dois anos para o Botafogo… o Luis Castro levou quase um ano para levar o Botafogo para um nível competitivo. E durou seis meses. Depois eu cheguei no final do ano já encontrando esse estado anímico. Por mais que a gente tenha mudado boa parte do elenco, a grande parcela da equipe titular é remanescente do ano passado e acaba somatizando esse tipo de situação. Nós vamos evoluir através de uma sequência de resultados positivos e de reforços que vão encorpar o grupo. Porque muitos jogadores estão pedindo para ter sequência fora da equipe para parar de carregar essa carga tão forte. Então você tem que ter mais jogadores de nível compatível para manter o Botafogo competindo em alto nível – revelou.

— Nós que somos homens do futebol… o futebol tem códigos. E a gente tem que respeitar. Eu, depois de mais de 20 anos envolvido em vestiário, a gente percebe quando o atleta está no seu limite técnico, físico e mental. Então precisa sair um pouco da zona de alvo, de frente, de se libertar de alguns rótulos. Se a gente pensar de uma maneira racional, o grupo do Botaofgo que conseguiu fazer aquela campanha era pequeno. E não mudou muito disso. Então o apoio às vezes é utilizar outros atletas para esses outros descansarem, se regenenarem. Enfim, o crescimento do Botafogo está acontecendo – garantiu.

O Botafogo volta a campo contra o Aurora (BOL), quarta, 21, às 21h30, no Estádio Félix Capriles, pelo jogo de ida da pré-Libertadores.

Siga-nos no Twitter | Siga-nos no Instagram | Siga-nos no Facebook

Comentários

Sobre Redação 5370 Artigos
Fogo na Rede é um veículo profissional especializado na cobertura do Botafogo: últimas notícias, jogos e muito mais!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.