Yuri admite Botafogo intenso contra Goiás: ‘Algo a mais’

Loja Casual FC
Yuri Botafogo Goiás
Yuri.Botafogo x Goias no Estadio Nilton Santos. 09 de Outubro de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo.rrImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.r Botafogo x Goias no Estadio Nilton Santos. 09 de Outubro de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. r
Yuri Botafogo Goiás
Yuri foi titular na vitória do Botafogo sobre o Goiás no Nilton Santos. Foto: Vitor Silva/Botafogo.

Yuri foi a grande surpresa de Bruno Lazaroni na escalação do Botafogo contra o Goiás, nesta quarta, no Nilton Santos. O lateral ganhou a disputa com Lucas Barros, outro jovem formado na base do clube.

O lateral-esquerdo fez uma partida segura, com personalidade e intensidade na linha de frente. Após a vitória, Yuri conversou com a imprensa.

Confira a íntegra:

Foi uma vitória de alívio?

— Com certeza. A gente sabia que os resultados que passaram não eram os que o time merecia e temos manter a tranquilidade o máximo possível, para dar o nosso melhor no jogo de hoje.

O que o Bruno Lazaroni pediu na preleção? Vocês dedicam essa vitória ao Barroca?

— Sim. Barroca faz parte do trabalho. O Bruno não mudou nada do que a gente vinha fazendo, ele pediu para gente manter o que fazíamos, com um pouco mais de ofensividade. Fomos cobrados para chutar no gol e a gente pegou mais em cima. A bola entrou, graças a Deus. Mas ele não mudou nada do que a gente trabalhava. Só para manter e dar um algo a mais que estava faltando.

O time foi mais vibrante?

— Sim. Foi o que a gente conversou no vestiário. Está tendo atitude, mas a gente tem que dar algo a mais. Hoje foi mais isso. Se não for na técnica, vai na raça. Contra o Goiás deu na técnica e deu na raça. Feliz demais!

Como reage o grupo à chegada de Alberto Valentim?

— A gente está tranquilo. Ainda não tem nada definido. Estamos trabalhando com o que tem aqui hoje. A gente não parou para conversar sobre isso.

Botafogo desfalcado contra o Palmeiras

— Contra o Goiás também estávamos com alguns desfalques, mas todo mundo está se preparando para quando a oportunidade de hoje vier. Hoje, por exemplo, fui eu. Não vinha jogando, mas sempre me preparei durante os treinos e hoje consegui aproveitar da melhor maneira possível. Quem entrar vai dar conta do recado, com certeza.

Autoavaliação sobre o jogo contra o Goiás

— É complicado me avaliar. Mas eu tentei manter o máximo possível ali não abrir muito, marcar na boa. Acho que consegui fazer o que foi proposto pelo técnico. Consegui manter o máximo atrás e partir na boa.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.