Com Botafogo ameaçado após goleada do Santos, Valentim fala em campeonato à parte

Loja Casual FC
Santos Botafogo Valentim
Igor Cassio.Santos x Botafogo no Estadio Vila Belmiro. 3 de Novembro de 2019, Santos, SP, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.
Santos Botafogo Valentim
Com a derrota para o Santos, Botafogo vê distância para o Z4 diminuir. Foto: Vitor Silva/Botafogo.

No clássico entre alvinegros, o Santos goleou o Botafogo por 4 a 1, na Vila Belmiro. Os gols da equipe da casa foram marcados por Sasha, Marinho e Soteldo (2). Igor Cássio descontou para o Glorioso.

Com o resultado, o Botafogo fica a dois pontos da zona de rebaixamento e chega à 17ª derrota no Brasileirosó o Avaí, lanterna da competição, perdeu mais que o Alvinegro.

Alberto Valentim até tentou montar a equipe com novidades, mas a estratégia não funcionou. O técnico apostou em Fernando, Wenderson e Igor Cássio de titulares contra o time de Sampaoli, mas foi superado com facilidade.

Após a partida, Alberto Valentim, visivelmente abatido, analisou o desempenho da equipe e projetou os últimos oito jogos do Botafogo na competição.

Confira a íntegra da coletiva:

Análise do jogo

— Tomamos um gol muito cedo, mas buscamos ainda na primeira etapa. Voltamos para o segundo tempo, em que corrigimos algumas coisas e o Santos nãoe stava conseguindo jogar. Infelizmente, na jogada do escanteio, onde eles ganham o rebote do Marcinho, eles fizeram o terceiro gol. Ali sim nos tirou a condição de empatar o jogo e tentar virar. Fica mais difícil. O que a gente fala de classificação é que a gente não pode ficar preocupado em como tem sido o segundo turno. Temos que pensar daqui para frente. Precisamos fazer um campeonato à parte nestas oito partidas.

Nova formação agradou?

— Tomamos o gol muito cedo. A ideia é que fizéssemos um primeiro tempo como começamos o segundo. Não podemos tomar gol de bola parada no começo. A proposta destes jogadores seria começar o primeiro tempo como começamos o segundo.

Alex Santana

— É o titular da equipe, é muito importante para nós. Precisamos ganhar minutos com ele, porque a primeira partida que ele fez comigo, ele estava fora há 40 dias. Precisamos ir aos poucos para obedecer algumas regras. É um jogador que depende do físico. Vamos ver contra o Flamengo se ele começa jogando ou não.

Sequência difícil

— Para conseguir resultados importantes, você tem que vencer jogos improváveis. O jogo contra o Flamengo precisamos recuperar bem, mas vamos nos preparar para tentar vencer esse jogo.

Por que não utilizar Diego Souza hoje?

— Não vi jogo para o Diego hoje. Precisava de jogadores mais ágeis para tentar vencer o Santos.

Luiz Fernando

— Estava com dores na coxa. Pensamos em trazê-lo, mas achamos arriscado perdê-lo por lesão. Não foi convocado por problemas físicos.

Primeiro gol foi erro individual?

— Acontece erros. Vamos corrigi-los. Precisamos minimizá-los na parte final do campeonato. Nós temos que ter uma cobrança interna. Não podemos admitir um gol no começo do jogo.

Na próxima rodada, o Botafogo encara o líder Flamengo, às 20h, no Estádio Nilton Santos.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.