Coronavírus: Alberoni, ex-Botafogo, produz máscaras caseiras

Loja Casual FC
Alberoni Botafogo coronavírus
Foto: Reprodução

O novo coronavírus já infectou mais de um milhão de pessoas no mundo. Para evitar o contágio, é indicada a proteção, higienização e o isolamento social. Pensando nisso, Alberoni, 35, que passou pelo Botafogo em 2007, passou a produzir máscaras caseiras. O objetivo é doar o material para profissionais de serviços essenciais.

Leia também: Obi Mikel será jogador do Botafogo, diz imprensa africana

Ex-jogador de futebol, Alberoni afirma que começou a confeccionar o material após declaração do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Durante uma coletiva do ministério, Mandetta disse que as máscaras podiam ser feitas em casa, com tecido 100% algodão.

— Por isso eu e minha mãe iniciamos nossa produção com tecidos que viraram retalhos e estavam sem utilização – disse o ex-volante.

Para dar conta da confecção, Alberoni conta com o auxílio da mãe, que é costureira há mais de 40 anos, e seu pai. A produção caseira já foi responsável por 150 peças em pouco menos de dois dias.

— Estamos produzindo com uma sobra de pano 100% algodão que minha mãe possuía aqui em casa. Cada um fazendo uma coisa. Enquanto ela corta e confecciona, eu desviro, faço um processo de qualidade e meu pai higieniza. Depois disso, passamos com ferro quente e embalo em uma sacola – descreve.

Alberoni e sua mãe trabalham na produção caseira de máscaras. Foto: acervo pessoal

Leia também: Aprenda agora como ganhar dinheiro investindo em futebol

Doação de máscaras

Natural de Niterói, Alberoni revela que parte das máscaras já foi doada para profissionais de saúde da rede pública de Niterói e bancários — categorias que mantém contato pessoal diário mesmo durante o surto.

Apesar da nobre ação de utilidade pública em meio à pandemia, lamenta não poder fazer mais.

— Infelizmente não temos capacidade de termos uma quantidade de matéria-prima para distribuir para mais gente. Até porque não conseguimos comprar, já que as lojas se encontram fechadas. A nossa missão precisa ser de união. Neste momento não pode existir clubismo, partido político, ideologia. A causa precisa ser nos ajudar a viver. Esse é o espírito aqui em casa e o que pudermos fazer, mesmo q seja pouco, faremos – garante.

Revelado pelo Vasco, Alberoni passou pelo Botafogo em 2007. Na equipe, à época comandada por Cuca, o volante não teve oportunidade. Atuou apenas uma vez, por 11 minutos, na derrota do Botafogo para o Atlético-PR por 2 a 0, em Curitiba. Hoje trabalha como representante de uma empresa de canudos naturais.

Alberoni (E) durante treino do Botafogo em Caio Martins, em 2007.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.