No Japão, Erik fala sobre pedidos de volta ao Botafogo: ‘Não tem preço’

Loja Casual FC
Erik Botafogo
Foto: Imago

Sempre lembrado pela torcida do Botafogo, o atacante Erik, do Yokohama Marinos, falou sobre a relação com o Alvinegro. Em entrevista exclusiva ao Gazeta Esportiva, lembrou a passagem pelo Clube.

— Fui muito bem acolhido. Foram duas passagens muito intensas, com uma média de gols muito alta. Foi onde eu retomei a alegria de jogar. Queria ter ficado mais, mas eu senti que precisava dar um novo passo na minha carreira, com um desafio novo na minha vida. Mas o carinho deles foi algo marcante – disse.

Leia mais: VÍDEO: Erik, ex-Botafogo, marca gol na vitória do Yokohama Marinos

PUBLICIDADE

Conheça a melhor linha retrô do Botafogo e ganhe 10% OFF com cupom FOGONAREDE

Um dos artilheiros do Yokohama Marinos, Erik mencionou os inúmeros pedidos que recebe dos torcedores nas redes para voltar ao Botafogo.

— Quando você é um jogador profissional não é difícil ter esse carinho enquanto está no clube. Mas quando você sai do time e eles ainda acompanham seu trabalho, pedem o seu retorno, têm aquele apego especial, para mim é algo que não tem preço – garante.

Leia mais: Botafogo estreia novo uniforme da Kappa contra o Bahia pelo Brasileiro

Do Japão, o atacante diz torcer pela reestruturação do Botafogo para que possa voltar futuramente.

— Eu torço muito para o clube se organizar e se estruturar, porque uma boa gestão e administração é muito importante. Vivi de perto o dia a dia do clube. Passei por algumas dificuldades, como eles passam ainda hoje. Mas eu torço para que eles se estruturem e consigam alçar grandes voos, que é o que eu venho buscando na minha carreira. Espero um dia voltar, jogando em alto nível e vestir essa camisa que eu tenho um respeito muito grande.

Siga-nos no Twitter | Siga-nos no Instagram | Siga-nos no Facebook

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.