Valentim vê evolução do Botafogo e exalta torcida na vitória sobre CSA

Loja Casual FC
Botafogo CSA Valentim
Valentim.Botafogo x CSA no Estadio Nilton Santos. 21 de Outubro de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo.rrImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.r Botafogo x Goias no Estadio Nilton Santos. 09 de Outubro de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. r
Botafogo CSA Valentim
Valentim gostou do Botafogo na vitória sobre CSA no Nilton Santos. Foto: Vitor Silva/Botafogo

Com gols de Luciano Castán (contra) e Igor Cássio, o Botafogo venceu o CSA por 2 a 1, no Nilton Santos. Com o resultado, a equipe comandada por Alberto Valentim interrompe uma série negativa e abre cinco pontos para a zona de rebaixamento.

Após a partida, Valentim apontou crescimento do time apesar do pouco tempo de trabalho e apontou a torcida como determinante no resultado. Mais de 18 mil torcedores compareceram ao Estádio Nilton Santos.

Confira a íntegra da coletiva:

Vitória sobre o CSA

— Importantíssima. Adversário direto. Precisávamos nos distanciar dessa zona. Gostei muito do jogo. Estou feliz com a atuação. No segundo tempo não conseguimos repetir o que foi no primeiro, mas muita coisa boa com pouco tempo treino conseguimos fazer.

Diego Souza e Valencia

— Dois jogadores de qualidade. Leo fazendo beirada e por dentro. Diego a gente sabe da qualidade. Foram dois jogadores importantes para esta vitória.

Escalação é tendência?

— É jogo a jogo. Falei na minha apresentação que eu vou alternar alguns desenhos 4-3-3, 4-2-3-1.

O que fez o Valencia voltar a ser importante?

— Mérito dele. Conheço o Leo, posso falar do período que trabalhei com ele. Jogador sério, competitivo, treina forte. Precisa readquirir ritmo de jogo. Ainda vai nos ajudar muito.

Igor Cássio

— O parabenizei. O Luiz Fernando foi no sacrifício para este jogo. Estava com dor no ouvido. O Igor entrou bem. Os jogadores precisam entender que não é demérito não entrar jogando. Todos são importantes.

Grêmio

— O Brasileiro não tem jogo fácil. Nós vimos o Ceará hoje ganhando do Bahia. A gente sabe que o Brasileiro não tem jogo fácil. Vamos ganhar alguns dias

Prefere enfrentar Grêmio classificado para final da Libertadores ou eliminado?

— Indiferente porque a final não vai ser semana que vem. Se fosse na semana que vem eu torceria para que o Grêmio passasse, mas não posso me preocupar com isso.

O que o Botafogo evoluiu?

— De ideia, posse quando tem que ter posse, verticalizar quando tem que verticalizar. Fizemos um gol assim, com o passe do Gabriel para o Igor. Fomos um time consistente, um Botafogo que procurou anular as chances do CSA. Precisamos melhorar muito. O que não pode nos esconder é que precisamos evoluir em todos os aspectos. Mas estou muito satisfeito pelo pouco treino.

Retornos de Alex Santana e Carli

— O Alex vamos ver se ele evoluiu. Ainda está na transição. O Carli acredito que vai fazer a semana toda com a gente e vai estar à disposição.

O que faltou para o Botafogo conseguir manter a tranquilidade no jogo?

— Quando você está à frente no placar, a tendência é que o time se lance. A gente tem um ponto de partida, que eu falo, que é uma marcação de intermediária. Ali os jogadores vão fazendo uma leitura de encurtar e fazer uma pressão maior para que essa bola não chegue numa linha baixa nossa. Vamos ver depois no vídeo com calma porque trabalho muito com os jogadores isso: fazer com que o adversário chegue o menos possível no último terço de campo defensivo nosso.

Victor Rangel

— Foi muito bem no jogo. Pecado a bola dele não ter entrado no cruzamento do Marcinho. Procurou fazer muito do que tínhamos treinado. Nos ajudou também na fase defensiva.

Qual a briga do Igor Cássio no elenco?

— A briga está aberta para todos. Dou muita importância para os treinamentos. Quem treina, quem está no profissional, seja os meninos da base, tem que estar pronto.

Importância da torcida

O torcedor nos ajudou muito. Estou muito feliz. Se vocês pegarem depois, não falando para agradar ninguém, mas falando a verdade. Assim que nós sofremos o pênalti, a torcida grita o nome do Gatito. E assim que a gente toma o gol, a torcida acendeu de novo o Nilton Santos e a torcida nos ajudou a fazer o 2 a 1.

O próximo adversário do Botafogo é o Grêmio, domingo (27), às 16h, em Porto Alegre.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.