Valentim vê pressão aumentar, apesar da classificação do Botafogo

Loja Casual FC
Valentim Botafogo
Valentim.Treino do Botafogo no Estadio Nilton Santos. 14 de Outubro de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.

À base de sofrimento, o Botafogo empatou com o Caxias-RS por 1 a 1 e avançou à segunda fase da Copa do Brasil. Durante boa parte do jogo, a equipe da casa foi superior e comandou as ações. Até o último lance, o Botafogo de Valentim esteve com a vaga ameaçada. O próprio goleiro Gatito admitiu que este foi o pior jogo da equipe na temporada.

O jogo

Mesmo pressionado, o Alvinegro abriu o placar com Pedro Raul, aos 12 minutos do primeiro tempo. Pouco depois, aos 17, Carlos Alberto empatou o jogo e deu início ao pesadelo do torcedor botafoguense.

O cenário desfavorável no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, ficou hostil também para Alberto Valentim, treinador do Botafogo. Enquanto o Alvinegro era pressionado em campo, nas arquibancadas, a torcida aumentava a tensão com gritos de “Fora Valentim”.

Simultaneamente, as redes endossavam o coro, que ganha cada vez mais corpo entre os torcedores. No Twitter, a #ForaValentim chegou a figurar entre os quatro assuntos mais falados no Brasil.

Apesar da pressão externa, internamente ainda não há qualquer movimento pela demissão do treinador.

Valentim assumiu o comando técnico do Botafogo na 26ª rodada do Brasileirão, na derrota para o Vasco por 2 a 1, em São Januário. Dali até o final da competição, foram 12 jogos, com 8 derrotas, 4 vitórias e um empate. O Alvinegro terminou a competição em 15º lugar, com 43 pontos.

PUBLICIDADE

Pela campanha no segundo turno do Brasileiro de 2019, o Botafogo seria rebaixado na 18º posição, com apenas 16 pontos conquistados. No total, o Clube terminou o campeonato com 21 derrotas em 38 jogos.

Em 2020, o retrospecto é favorável: são 6 jogos, com 4 vitórias e 2 derrotas. Pelo Estadual, o próximo adversário do Botafogo é o Fluminense, domingo, 9, às 16h, no Maracanã. O clássico pode definir a classificação do Alvinegro às semifinais da Taça Guanabara.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.