Apesar da derrota para o Vasco, Valentim enaltece entrega do Botafogo

Loja Casual FC
Valentim Botafogo Vasco
Alberto Valentim.Vasco x Botafogo no Estadio Sao Januario. 16 de Outubro de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo.rrImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.r Botafogo x Goias no Estadio Nilton Santos. 09 de Outubro de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. r
Valentim Botafogo Vasco
Valentim reestreou no Botafogo em clássico contra o Vasco. Foto: Vitor Silva/Botafogo

Apesar da derrota por 1 a 0 no clássico contra o Vasco, o técnico do Botafogo, Alberto Valentim, gostou de parte do que viu na partida desta quarta (16), em São Januário.

Após o confronto, o treinador comentou sobre a 14ª derrota do Alvinegro na competição, a aproximação da zona e o que fazer daqui para frente.

O jogo

— Acredito que eles foram felizes no começo do jogo, no primeiro gol. Lógico que depois, se analisar com calma o início da jogada, como ela se construiu, existem erros nossos, claro. De finalização, acredito que demos muito azar, a bola é desviada e entra. No segundo gol, o Ribamar foi muito feliz, a ideia era de não baixarmos a guarda, procurarmos empatar. Diminuímos, tivemos chance até depois de empatar o jogo em uma bola do Luiz Fernando e depois numa cabeçada do Diego em que o Fernando foi muito bem.

— No segundo tempo, eles tiveram algumas chances também. Mas gostei do empenho, de algumas coisas que tínhamos proposto fazer mesmo com muito pouco tempo de treino. Fiquei muito feliz com a entrega deles, tentaram fazer o máximo. Infelizmente tive de fazer três substituições obrigadas, duas por lesões e uma por cansaço físico.

Quanto preocupa o ruim segundo turno do Botafogo e o que fazer para reagir contra o CSA?

— Temos que, lógico se for pensar nos números anteriores, saber que o Botafogo está fazendo poucos pontos, mas temos de pensar daqui para frente agora. Precisamos recuperar já com um confronto de um adversário que está perto, em casa. Temos de fazer bem esse jogo, recuperar os atletas bem porque haverá pouco tempo de recuperação, repetirmos coisas boas, corrigir muitas coisas que temos de fazer para melhorar, vencer, e somar 33 pontos no campeonato.

Que coisas positivas você viu e gostou mais?

— Quando falei que tentamos fazer algumas coisas que tínhamos treinado pouco foi sobre alternar um pouco esse jogo de posse de bola com jogo de bola longa direcionada no Diego Souza, porque ele tem essa característica. É forte e consegue fazer bem esse pivô, mas também usando os jogadores de velocidade pelas beiradas. Fizemos algumas. O escanteio do gol sai em uma jogada em que o João tentou fazer com o Luiz, por exemplo. A ideia nossa é alternar bem esse jogo de posse, manter o jogo controlado porque temos jogadores com características assim, mas de sermos mais agressivos ofensivamente.

Posse e jogadas verticais

— Gosto de alternar essas jogadas. Jogadores se aproximam bem para jogar perto do campo defensivo, mas gosto de uma bola trabalhada em profundidade também. Hoje, para os dois times, o campo atrapalhou demais, a bola muito viva, isso dificulta. Quando um time vem apertar, dificulta para jogar com segurança. Corre-se um risco maior quando o campo não ajuda muito.

Substituições

— O Gabriel foi uma pancada, a famosa paulistinha, tostão. O Pimpão falaram que não é uma imagem legal de ver, mas não é grave, não tem cruzado, nada, depois os médicos vão avaliar direitinho. Caiu em cima dele, não me lembro o jogador que acabou caindo em cima dele. O Yuri, desgaste normal de um atleta que não vinha jogando com frequência. Sentiu cãibras. Acredito, até conversei com o atleta depois, que estará apto a jogar na segunda-feira.

Goleiros

— O Gatito chegou muito desgastado, a gente quis ouvi-lo, e não estaria fisicamente bem para jogar, e o Diego mais uma partida excepcional dele. Segunda vez que venho para o Botafogo e fico muito tranquilo em relação aos goleiros.

Pontos a melhorar

— O que eu preciso focar muito é daqui para frente. Não posso ficar pensando lá atrás, claro que a classificação está aí para todos verem, a gente tem de estar muito atento ao nosso primeiro objetivo. Eu acredito que o Botafogo precisa melhorar em todos os quesitos. Vamos melhorar.

— Perder menos bolas que a gente pode evitar essa perda, com um trabalho técnico melhor, fazendo uma fase defensiva mais forte. Alternar essas jogadas de posse e verticais, acredito que a gente tem aí uma margem grande para melhorar e vai melhorar com certeza.

Número de finalizações baixo mantido

— Hoje finalizamos se não me engano 10 vezes, queremos mais, não é ser repetitivo, mas é fazendo isso aí, um jogo com posse sendo o mais dinâmico possível com essa posse, com maior número de jogadores no campo ofensivo para as jogadas saírem, e caprichar quando saírem. É uma das coisas que temos de melhorar, esse número de finalizações aumentar bastante.

Que tipo de mudanças você pode trazer para o próximo jogo?

— Quem me conhece, lógico, trabalhando mais de perto, vendo mais de perto, eu vou colocar em campo o que acho melhor para o Botafogo, certamente obedecendo muito a nossa equipe, aquilo que quero de características e vendo o adversário também. Vamos ver quem serão os 11 que vão começar. Primeiro é recuperar bem, porque os jogadores já estão cansados, para depois a partir de amanhã já começar a quebrar a cabeça para ver quem serão os 11.

Na atual situação, é obrigação de vencer CSA?

— Temos, claro, o maior respeito por todos os adversários. Sobre o Campeonato Brasileiro, já falamos inúmeras vezes que não tem jogo fácil. O CSA está fazendo um bom trabalho com o Argel, mas precisamos vencer o jogo em casa, vamos fazer de tudo para vencer o jogo, sem dúvida.


Partida contra adversário direto

— Jogo importantíssimo, porque são confrontos diretos, você soma três e não deixa que o adversário some também. Jogando em casa, precisamos do nosso torcedor para nos apoiar e alcançarmos esses 33 pontos. Olhando rapidamente a tabela da próxima rodada a gente talvez ainda consiga encurtar para um pessoal que distanciou um pouco e ultrapassar algum adversário também.

Carli e Alex Santana voltam?

— Vamos avaliar bem esses jogadores, a partir de amanhã já teremos notícias. Enfim, quanto mais jogadores vierem, melhor para a gente. O Carli acredito que já esteja melhor, e o Alex também com esse problema no tornozelo, espero contar com eles o mais rápido possível.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.