Barroca lamenta nova derrota: “Não é momento de falar muito”

Loja Casual FC
Barroca derrota Botafogo
Barroca. Botafogo x Atletico MG pela Copa Sulamericana no Estadio Nilton Santos. 29 de Maio de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo.rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. r
Barroca derrota
Barroca orienta à beira do campo. Foto: Vítor Silva / Botafogo

Na primeira partida das oitavas da Sul-Americana, o Atlético-MG venceu o Botafogo por 1 a 0, no Nilton Santos. O gol foi marcado pelo meia Vinicius, ainda no primeiro tempo. É a terceira derrota seguida da equipe comandada por Barroca jogando em casa.

Após a partida, o treinador concedeu entrevista, na qual lamentou o resultado e projetou o clássico contra o Flamengo, domingo, no Maracanã (28). Confira:

SOLUÇÕES PARA O CLÁSSICO
Pensar jogo a jogo. Importante virar a chave novamente. Amanhã cedo vou ter o diagnóstico dos jogadores para pensar no jogo contra o Flamengo. Solução é trabalhar, observar o jogo, entender aquilo que a gente pode melhorar no pouco tempo que vamos ter. Fazer escolhas, cobrar os jogadores. Não é momento de se falar muito. É encontrar soluções, assumir responsabilidades. Já falo de antemão: o responsável sou eu. Não é uma situação cômoda para nenhum de nós.

CIRCUNSTÂNCIAS DA PARTIDA
Em se tratando de um jogo de 180 minutos, no final acabou não ficando tão ruim porque o jogo não se definiu na primeira partida. Estávamos com um gol contra, com um jogador a menos e o momento favorável era todo do adversário. Entendo que tivemos algumas oportunidades de fazer os gols, chutamos de fora, cabeceamos, enfim. Não é falar muito. Os resultados não são adequados para o nível de jogadores que temos.

PARTIDA DE VOLTA SEM ZAGUEIRO RESERVA
Vamos ter que encontrar solução interna. Temos no grupo alguns jogadores que podem fazer essa função sem ser de origem. Mas agora vamos virar a chave para o clássico contra o Flamengo. Porque o Campeonato Brasileiro também é muito importante para nós.

CORREÇÕES NA EQUIPE
Entendo que é continuar trabalhando todas as alternativas de definição, foi o que mais enfatizei na parada da Copa América. Os números mostram. Precisamos nos desenvolver nessa transição e aumentar a quantidade de chances para fazer gols. Tivemos algumas alternativas.

FALTA DE AUTO ESTIMA
Da minha parte, nesse momento, os jogadores precisam ter do treinador confiança, tranquilidade para fazer o que fizeram bem até aqui. É bem natural quando os resultados não vem o jogador não arriscar. Os jogadores do Botafogo vão ter da minha parte confiança, jogar coletivamente, jogar solto, porque é dessa forma que a gente vai conseguir chegar às vitórias. Cabe a mim. Preciso da confiança deles, precisamos sair juntos dessa.

CLÁSSICO
Tenho um grupo de jogadores que está trabalhando, incomodando. Estão inconformados, receptivos à cobrança. Temos que reverter no clássico de domingo.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.