Carli lembra dificuldades e vive expectativa da Botafogo S/A: ‘Vai ser bom’

Loja Casual FC
Joel Carli Botafogo S/A
Carli.Treino do Botafogo no Hotel Fazenda China Park. 16 de Janeiro de 2020, Domigos Martins, ES, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.
Joel Carli Botafogo S/A
Joel Carli revelou que elenco vive expectativa sobre Botafogo S/A. Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo.

A pré-temporada do Botafogo segue no China Park. Nesta terça (21), apenas os reservas foram a campo para um trabalho em campo reduzido. Os titulares, que derrotaram o Vitória/ES por 2 a 0, fizeram um trabalho regenerativo. Após a atividade, o capitão Joel Carli conversou com a imprensa e abordou, entre outros assuntos, a Botafogo S/A.

— Temos expectativa, mas sabemos que o foco é no nosso trabalho, no dia a dia. Lógico que se chegar a acontecer vai ser bom para o Botafogo.

Veja outras declarações de Carli:

Avaliação do amistoso

— Conseguimos fazer muitas coisas positivas que vínhamos treinando. Alguns lances que vínhamos treinando na pré-temporada e conseguimos levar para o campo. O resultado positivo também nos dá confiança.

O que é preciso melhorar?

— Estamos no começo, há muita coisa para melhorar. Nesses outros dias, Valentim vai caprichar nesses detalhes que faltam.

Campeonato Carioca

— É muito importante. Estamos em contato com os companheiros que estão lá no Rio. Hoje, vamos ficar na torcida para que dê tudo certo.

Proposta para deixar o Botafogo

— Foram só especulações. Estou na minha casa, sou feliz aqui.

João Paulo

— Sinto muito a saída dele, porque não é só um companheiro, é um amigo. Mas, fico feliz porque vai ser bom para a carreira dele e para o Botafogo também. Estamos tentando ver o lado positivo. Perdemos um atleta e um amigo também, mas tentamos encarar pelo lado bom.

Reforços

— Primeiro, estamos tentando facilitar a adaptação. Temos muitos jogadores novos, além dos jovens que estão vindo da base. Que essa adaptação seja fácil e rápida, que se acostumem rápido com o Botafogo e com o que o Alberto (Valentim) quer dentro do campo. Essa também é uma função minha dentro do campo.

Qual sua motivação no Botafogo?

— Estou defendendo a camisa de um time muito grande. Como falo para os meus amigos e a minha família: sou feliz no Botafogo e quero continuar, por isso tenho sempre que exigir e render o máximo.

Relação com os mais novos

— A brincadeira é um pouco diferente, mas não ficamos separados. O grupo é muito bom, o vestiário é unido. Estamos todos querendo o melhor para o Botafogo.

Relação com os estrangeiros

— Também fico um pouco como tradutor, sempre tentando ajudar. No início, é difícil para eles compreender e falar, mas é uma questão de tempo.

Lecaros

— Tem muito foco no trabalho. É um jogador rápido e leve. Vai nos ajudar muito. Temos que dar tempo para ele. Está todo mundo ansioso para ver o que ele tem para mostrar, mas vamos dar esse tempo de adaptação.

PUBLICIDADE

Reforços

— Já mostraram que são meninos muito bons e estão se adaptando muito bem.

Dificuldades do Botafogo

— Queremos que tudo se resolva, mas os problemas continuam. Vocês sabem disso. Estamos sempre em contato com a diretoria para buscar resolver o mais rápido possível.

Jogar pelo lado esquerdo

— Não muda muito. No início da minha carreira, joguei muito por esse setor. Estou bem adaptado e posso ajudar por ali também.

Cícero

— O jogador tem sempre que se adaptar e cumprir outras funções. Ele é um jogador apto para essa função também.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.