Eduardo Barroca não confirma Botafogo contra o Santos

Loja Casual FC
Barroca.Treino do Botafogo no Estadio Nilton Santos. 09 de julho de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. Imagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.

Dúvida está entre João Paulo ou Bochecha na equipe titular. Diego Souza deve atuar no meio

barroca botafogo
Eduardo Barroca em coletiva no Botafogo. Foto: Vítor Silva / Botafogo

Eduardo Barroca concedeu entrevista coletiva nesta sexta (19). Ao contrário do que geralmente faz, Barroca desta vez não confirmou a equipe titular do Botafogo que enfrenta o Santos, domingo, às 11h, no Nilton Santos. Confira a íntegra:

SAMPAOLI
Tem uma história muito vitoriosa, afinal as equipes dele jogam de uma forma diferente. Com certeza é uma referência. A gente busca estudar o que ele já fez na vida esportiva, para entender a lógica dele. Vou ter uma oportunidade de enfrentar um profissional desse nível. Vai ser enriquecedor para minha vida profissional. Tenho confiança na equipe do Botafogo. Partida extremamente importante para nós na competição, principalmente pela sequência que estamos enfrentando.

POSSE DE BOLA X EFETIVIDADE
Este processo na parada da Copa América tinha dividido em ciclo de 4 semanas. Nessas 4 semanas enfatizei a posse em lógica de infiltração, bola parada ofensiva, tudo aquilo que nos aproxima para fazer gol, enfim. Pelas nossas características, enfrentamos equipes que se fecham muito bem. O Cruzeiro se fecha muito bem, por exemplo. As equipes do Mano são assim. Um dos quesitos que a gente precisa crescer é criar oportunidades sem risco. Num determinado momento de um jogo contra o Cruzeiro nós inegavelmente optamos por não correr esse risco. O nosso grande desafio é crescer neste terço final, já que nossos números de chances não são bons para o padrão Botafogo. A responsabilidade é minha.

PRESSÃO NA SAÍDA
Quando faço qualquer treinamento aberto, eu dou condição de igualdade para todos, para que todos tenham o hábito coletivo. O reserva precisa ter o mesmo estímulo do titular. Por isso que cobrei não só a pressão, mas padrão coletivo de ambas equipes.

TIME TITULAR
Não decidi. Vou decidir amanhã certamente.

https://twitter.com/fogonarede/status/1152300897575288832

SEQUÊNCIA DE JOGOS
Minha expectativa é que a gente suporte bem essa maratona. Quatro jogos em onze dias. Espero que a gente consiga desenvolver bem nesse período. Estamos preparados certamente. Posso garantir ao torcedor que eu desci a mamona neles nesse período, arranquei o couro deles forte. Eles estão preparados. Espero que a gente consiga os resultados porque é um momento importante para gente no ano. Vamos entrar num período que não poderemos dar muito treino para quem está jogando porque a sequência é pesada.

JOGO ÀS 11H DA MANHÃ
Muda a questão de sono e alimentação. Muda diretamente. Sobre a questão da intensidade do jogo, depende. Jogamos contra o Vasco num jogo que choveu. Então não influenciou a intensidade. Depende do jogo. Se você abre uma vantagem, tem uma característica, por exemplo. O fato é que o jogo vai ficando mais quente quando o jogador está mais cansado. Temos que começar o jogo forte, trazer vantagem para o intervalo.

DIEGO SOUZA NO MEIO
Desde a parada da copa América venho treinando o Diego ali. Ele tem como origem o meio-campo. Tem condição de fazer isso. Posso jogar com ele por trás do centroavante. Portanto ele me dá essas alternativas sem precisar mexer. É um jogador importante e espero que a gente possa coloca em prática tudo aquilo que a gente treinou.

PAGAMENTO DOS SALÁRIOS
Separo isso claramente. A minha responsabilidade é o lado desportivo. Todo mundo quer ter sua situação definida, mas volto a falar para todos que quando tudo isso começou os jogadores foram os primeiros a me procurar para deixar claro que o lado desportivo não seria afetado. A nossa responsabilidade é o lado desportivo. Aqui está completamente preservado. Estou bastante satisfeito com o que os jogadores têm trabalhado, se dedicado. Espero que a gente respeite a camisa do Botafogo na sua plenitude.

PRIMEIRA DERROTA EM CASA
Usei o jogo do Grêmio como exemplo para muitas coisas. Até porque tivemos tempo para ruminar aquela derrota, para sentir na pele a derrota dentro de casa. O Botafogo tem números expressivos dentro de casa, ao lado do torcedor, que joga junto, apoia e ajuda o time a vencer. A nossa expectativa contra o Santos não é diferente. Que o torcedor venha, apoie e jogue conosco.

Veja a íntegra da coletiva de Barroca, técnico do Botafogo:


Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.