Goleiro do Botafogo, Andrew comemora convocação à Seleção Sub-18

Loja Casual FC
andrew goleiro botafogo
Andrew.Treino do Botafogo no Estadio Nilton Santos. 08 de Julho de 2018, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
goleiro botafogo
Andrew salta para defender o chute de Jorcey Anísio, no Nilton Santos. Foto: Vítor Silva / Botafogo

O técnico da Seleção Brasileira Sub-18, André Jardine, convocou 23 jogadores para amistosos da categoria, em agosto. Na lista, debuta Andrew da Silva Ventura, goleiro titular da equipe Sub-20 do Botafogo.

Os jogadores se apresentam no próximo dia 29 na Granja Comary, em Teresópolis,
para período de treinos. Os amistosos serão contra os profissionais do Boavista e Sampaio Corrêa, dias 3 e 5 respectivamente.

Único jogador do Botafogo na lista, Andrew sabe o tamanho da responsabilidade de representar a equipe que mais jogadores cedeu à Seleção Brasileira.

andrey goleiro botafogo

Embora jovem, o goleiro tem longa identificação com o Botafogo.

Chegou ao Alvinegro ainda criança, aos 9 anos de idade. Dali, viu seu irmão, Andrey, chegar ao profissional em 2014, pelo qual disputou quatro partidas, antes de deixar o Botafogo pelo homônimo de Ribeirão Preto/SP.

andrey goleiro botafogo seedorf

Em 2013, durante um treino no Estádio Nilton Santos, Andrew e seu irmão Carlos Henrique aproveitaram para tietar o craque holandês Seedorf, contratado pelo Botafogo em junho de 2012.

Confira a entrevista exclusiva de Andrew ao Fogo Na Rede:

Você fez aniversário no início deste mês. Agora foi convocado pela primeira vez para Seleção Brasileira Sub-18. Era o presente que faltava?
Com certeza. Era o presente que faltava, porém sei que é um fruto do trabalho e da dedicação, não somente desempenhado por mim, mas por todos os profissionais do Botafogo, que contribuíram na minha formação desde o meu início no futebol. Sou muito grato ao clube por essa convocação. Representa que estamos no caminho certo.

Na lista da Seleção, o único representante do Botafogo é você. O que representa esta convocação?
Fiquei muito feliz ao ver o meu nome na lista da Seleção Brasileira. Eu tenho uma responsabilidade muito grande de atuar em um dos maiores clubes do Brasil, com muito peso e tradição. Isso para mim é um imenso prazer e desde que cheguei aqui tenho o pensamento de representar bem o Botafogo, seja com a camisa alvinegra ou na Seleção.

Com a integração da base para o profissional, você já teve e tem a oportunidade de treinar com grandes goleiros do clube – Jefferson, Gatito, Cavalieri. Quais são suas referências na posição no Brasil e no mundo?
Minha maior referência no futebol, não podia ser diferente, é o Jefferson. Tive a oportunidade de trabalhar diariamente com ele e aprendi muito, é um profissional incrível e que fez uma bonita história dentro do clube. Mas exalto que o Botafogo me proporciona a felicidade de trabalhar com grandes goleiros como: Gatito, Cavalieri, Saulo e Diego no profissional e o Lucas, o César e o João no Sub-20. Sempre aprendo um pouco com cada um deles.

O quanto o processo de integração com os profissionais contribuiu e contribui para a sua performance na base?Como recebeu a notícia da convocação, onde estava quando soube?
É importante, reduz a distância entre a base e profissional e assim que tem que ser. Já tive a oportunidade de ficar no banco em um jogo como profissional e isso ajuda no amadurecimento. O Botafogo faz isso muito bem.

O Fogo Na Rede também conversou com Jorcey Anísio, ex-preparador de goleiros do Botafogo que trabalhou com Andrew em 2014 no Sub-13 e durante a integração da base aos profissionais, até este ano.

Ele tem muito potencial a ser desenvolvido. Tem boa técnica e joga bem com os pés!

Com seis anos de Botafogo, o preparador treinou grandes goleiros do clube, entre os quais o ídolo Jefferson e o paraguaio Gatito Fernandez. Mais do que suficiente para arriscar uma projeção da carreira de Andrew.

— Se seguir trabalhando firme, não se deslumbrar e acreditar que sempre pode evoluir, ele pode ser um dos futuros goleiros do Botafogo.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.