Montenegro confirma: Botafogo S/A será apresentado ao Conselho em dezembro

Loja Casual FC
Montenegro Botafogo S/A
Ivo Gonzalez / Agência O Globo
Montenegro Botafogo S/A
Montenegro deve ser um dos investidores da Botafogo S/A. Ivo Gonzalez / Agência O Globo

Em longa entrevista à Super Rádio Brasil, o ex-presidente do Botafogo Carlos Augusto Montenegro enalteceu a torcida alvinegra, a quem quer homenagear no sábado, no Nilton Santos, e deu mais detalhes sobre a Botafogo S/A, que já tem data para ser apresentada ao Conselho do Clube.

No dia 10 de dezembro a gente vai apresentar ao Conselho, dois dias após o término do Campeonato. Posso adiantar que o plano está muito bem feito, capitaneado pela Laplace, que a gente contratou para nos ajudar no formato. Estamos buscando os possíveis investidores, fazendo inclusive um teste, uma pesquisa, perguntando se está bom, se não está. Obviamente o que foi aprovado ontem na Câmara ajuda, mas isso ainda vai ter que passar no Senado, mas dá força ao projeto — afirmou.

Confira a entrevista na íntegra:

Risco de rebaixamento

— Pelos cálculos, ainda tem 1%, mas com a nossa torcida, o risco é zero. Botafogo sofreu de tudo esse ano, tudo. Falta de dinheiro o ano todo. Não pudemos reforçar o elenco. Perdemos jogadores importantes como o Erik e não pudemos repôr. Fizemos o possível e o impossível. Tivemos vários jogadores machucados, como o Gilson. Ontem ainda tivemos essa coisa lamentável com o João Paulo, mas sempre que as coisas vão ficando mais difíceis, a torcida entra no lugar daquele jogador e empurra o tempo todo.

— Já havia conversado com várias pessoas de torcida. A torcida sem dúvida foi o grande herói dessa campanha. Eu espero vê-la sábado. Já prometi, quero ver o jogo na Leste Inferior, naquela bagunça, para agradecer a todas as torcidas, todos os torcedores que fizeram com que o Botafogo saísse de várias situações difíceis. Eu fico pensando que o Botafogo em 13º, pode colocar 30, 35 mil no Niltão sábado.

— Para agradecer a torcida, nós estamos fazendo uma promoção: mulher, criança com menos de 12 anos, por exemplo, entrada grátis em qualquer lugar do estádio, menos na Leste Inferior, porque é onde enche mais. A Oeste Inferior, inclusive, nós vamos abrir, se a demanda for grande, R$ 10 inteira. É uma homenagem à torcida.

— Imagina o Botafogo, em 13º, colocando 30, 35 mil pessoas. O Flamengo campeão do Brasil e da Libertadores, coloca 60 mil. Proporcionalmente, o nosso público é muito maior que o deles. Sem título nenhum. E aí eu fico me perguntando por que isso? Só tem uma resposta: ninguém ama com a gente. É isso que vamos comemorar no sábado. Acho que todo mundo pode fazer um sacrifício. A gente está hoje nessa situação, mas nossa meta é 10º lugar, porque a premiação aumenta. A gente ontem já passou Atlético-MG, acho que temos como passar o Vasco. Temos que ganhar do Internacional. Acho que se a torcida continuar a fazer o que tem feito, nós vamos chegar lá.

Sentimento é de alívio?

— Alívio total. Vários botafoguenses ilustres que se juntaram para ajudar nessa reta final. Realmente tinham algumas coisas erradas de gestão, os jogadores estavam muito abandonados, mas eu acho que pessoas que eu admiro muito, o Cláudio Good, o Manoel Renha, o Ricardo Rotenberg, o Paulo Mendes, todas essas pessoas ajudaram bastante o Botafogo. De todas as formas. O Nelson Mufarrej foi fantástico porque deu carta branca. E chegamos! É bom quando você é recuperado. Estão todos de parabéns, jogadores, Valentim. Agora o grande homenageado é a torcida e eu quero abraçá-la sábado.

Clube-empresa

O que eu posso garantir é que está muito bem encaminhado, deixando a gente satisfeito. Mas o principal não é isso. Se não tiver investidores amanhã, o formato já vai ser esse. Vai faltar ainda o dinheiro, mas o formato é esse. Porque o formato de sempre está falido. O Botafogo não aguenta 2020 no mesmo formato de 2019. É uma realidade de que vai mudar a partir do final do Campeonato Brasileiro. Se já vai mudar com fundos, empresas fortes, não sei. Mas que vai mudar em relação ao que foi esse ano, posso garantir. Eu prometo que breve vou fazer uma exposição detalhada.

Irmãos Moreira Salles

— Eles já ajudaram muito o Botafogo no passado. Estão concluindo o Centro de Treinamento que é um órgão fundamental para o futuro, mas eles não têm interesse em estar à frente deste projeto. Zero interesse. Não é uma decisão definitiva. É definitiva a decisão de pilotar qualquer projeto, mas de ser um dos investidores, em tamanho bem menor, eles podem um dia querer ser.

Gabriel permanece?

— Ele até foi muito bem, mas quem deveria estar falando isso é a empresa que comprar que vai dizer se quer que ele fique, quem que vai contratar, qual vai ser o tamanho da folha. Isso é personalismo. Claro que o Gabriel é um jogador que vai interessar sempre, mas eu estou torcendo para todas as coisas darem certo e o Montenegro não ter que falar mais do Gabriel, do José, do Antônio, de folha de pagamento. O Montenegro vai para arquibancada que é o lugar dele.

Como é o Montenegro na arquibancada?

— Fica mais nervoso, abraça todo mundo. Vamos cantar, vamos fazer tudo! Saudade da minha época de 95.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.