Montenegro dispara contra o Flamengo: ‘Tem que ser grande fora de campo’

Loja Casual FC
Montenegro Botafogo Flamengo coronavirus
Foto: Vítor Silva / Botafogo

Em entrevista ao programa Fox Sports Rádio nesta sexta, 17, Carlos Augusto Montenegro, membro do comitê executivo do Botafogo, criticou a postura do Flamengo, favorável ao retorno do Campeonato Carioca em meio à pandemia do novo coronavírus. Segundo o dirigente, a atitude do rival é irresponsável e pequena.

— Por mais que você proteja os profissionais com máscara, por exemplo, eles vão ter contato com outras pessoas. Nosso técnico tem 62 anos. Por que que ele tem que ir dar um treino? Quando as universidades voltarem, o futebol pode voltar. Um protocolo legal seria todo mundo começar junto. Agora se vai ser 20, 30, 40 dias, a gente vai ver depois. Hoje a preocupação é com a saúde. O Flamengo, que está numa grande fase, devia ser o primeiro a se preocupar com isso. Com a vida humana. O time não tem que ser grande só dentro de campo, tem que ser fora de campo também. Hoje, a grandeza é estar preocupado com a saúde dos profissionais e não com a volta do futebol.

Leia mais: Botafogo tenta renovação de Marcinho, mas negociação é considerada difícil

Montenegro voltou a lembrar a tragédia pela qual passou o Flamengo para reiterar sua posição de surpresa quanto à postura da equipe rubro-negra.

— O Flamengo está forçando uma barra. Engraçado que o governador de São Paulo chega a ameaçar de prisão quem sair na rua. O do Rio, por exemplo, quer usar um drone para tomar conta e evitar aglomerações. Como é que você fica preocupado com campeonato estadual? Você tem Olimpíada adiada, torneios centenários cancelados, NBA, Fórmula 1. Por que que tem esse nervosismo para voltar o campeonato estadual?

Irresponsabilidade rubro-negra

Não entendo a irresponsabilidade. O Flamengo viveu uma tragédia no ano passado com a morte de 10 garotos no Ninho. O Flamengo deveria nem ter posto isso em debate. Estamos falando de vidas humanas. Se a faculdade está fechada, por que que o jogador é obrigado a sair de casa? Ele pode trazer o vírus para a mãe dele, a avó.

Montenegro Botafogo Flamengo coronavirus
Dirigente do Botafogo, Montenegro criticou a postura do Flamengo. Foto: Vítor Silva / Botafogo

Leia também: Aprenda agora como ganhar dinheiro investindo em futebol

Retorno aos campos

O dirigente garante que o Alvinegro não volta aos trabalhos antes da autorização das autoridades.

— Nossa posição é fechada. O Botafogo só volta a treinar quando for autorizado pelas autoridades que cuidam da saúde no Brasil. Não vamos arriscar ninguém. Se o campeonato começar em agosto, é agosto. Se não for esse ano, não é esse ano. Por que que vai forçar uma barra? Como você vai pedir ao governador, que está com coronavírus, para poder usar a Gávea para treino? Isso é hora de falar disso? Sinceramente.

A paralisação do calendário causa agonia nos clubes, garante o ex-presidente do Clube. Em tom de brincadeira, Montenegro reconheceu, mas afirmou que o Botafogo sente menos que os demais.

— Quando a televisão para de pagar, todo mundo perde. Perde o time pequeno, o grande, a federação, a CBF. Todo mundo fica agoniado. É óbvio. Talvez o Botafogo esteja menos agoniado porque estamos com esse problema de falta de dinheiro há muito tempo. A gente já sabe o que é isso – lembrou.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.