Novo reforço do Botafogo, Guilherme Santos tem passado polêmico

Loja Casual FC
guilherme santos botafogo
Reprodução/RPC
guilherme santos botafogo
Em coletiva, lateral de 31 anos admitiu problema com drogas e depressão. Reprodução/RPC.

Guilherme Santos, novo reforço do Botafogo para a temporada 2020, tem um histórico polêmico no esporte. Em 2015, o jogador chegou a ser preso por desacato no interior da Bahia — seu estado natal. Além disso, enfrentou problemas com drogas na carreira.

guilherme santos preso
Guilherme Santos foi preso em 2015, na cidade de Jequié, interior da Bahia

Em outubro deste ano, quando atuava pelo Paraná, o jogador se emocionou ao lembrar o passado em coletiva antes do clássico contra o Coritiba.

— Foi difícil ter as oportunidades, ter que correr atrás. Joguei em grandes clubes e poderia estar bem melhor. Eu me envolvi com coisas que me desfocaram do futebol. Cheguei a me envolver com coisas que me trouxeram tristeza. Você bate de frente com a vida, e a vida te ensina, e não é de maneira amorosa – disse.

Prestes a completar 32 anos, Guilherme lamentou as escolhas feitas durante a carreira.

— Sempre fui um cara que queria defender a favela. Eu não tinha maturidade. Quando eu abri o olho, eu tinha 30 anos. Ficou difícil correr atrás, hoje o futebol é até os 35. Eu vejo tantos moleques com oportunidade de fazer tudo diferente. Cada um tem sua história. Eu hoje pego tudo isso e passo aos meus filhos, digo “não vai por esse caminho”. No futebol foi onde eu mais fiquei triste porque eu poderia ter oportunidades.

Guilherme foi relevado pelo Vasco e tem passagens por Atlético-MG, Santos, Bahia e Fluminense. Fora do Brasil, defendeu Almería e Valladolid, ambos da Espanha, Anorthosis Ammochostou Podosfairo, do Chipre, e o Jubilo Iwata, do Japão.

De volta a um grande clube e centro do país, Guilherme Santos tem nova chance de mostrar seu valor, agora no Botafogo.

Confira alguns lances do novo reforço do Botafogo:

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.