Warley aprova Paulo Autuori no Botafogo: ‘Fez história aqui’

Loja Casual FC
Warley Botafogo
Warley.Fluminense x Botafogo pelo Campeonato Carioca no Estadio Maracana. 09 de Fevereiro de 2020, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.
Warley Botafogo
Warley torce pelo acerto de Autuori com o Botafogo. Foto: Vitor Silva/Botafogo.

Sem técnico desde a demissão de Alberto Valentim, o Botafogo está próximo de acertar com um novo treinador. O nome de Paulo Autuori não é unanimidade na cúpula do Botafogo, mas entre os jogadores, segundo o lateral Warley, está aprovado.

— Ele fez história aqui no Botafogo é um excelente nome e acho que vai ser muito bom. Expectativa é boa para todo o grupo e elenco que ainda vai entrosar. O elenco é muito forte e a cada passo a gente vai melhorar — afirmou.

Veja mais declarações de Warley:

Honda

— Cheguei aqui bastante feliz de ter ele no clube. Honda é um cara experiente que vai ser bom para o elenco e para o grupo. Ainda não cumprimentei ele. Quero pegar mais experiência com ele.

Japonês ou português?

— Ele aprender português. Não sei nada de japonês.

Demissão de Valentim

— Clima ruim. Infelizmente. Perder um clássico da forma que a gente perdeu não é bom. Eu não tive uma atuação boa, estreia, ainda mais com a camisa 7, que é muito pesada no Botafogo.

PUBLICIDADE

Posição preferida

— Nenhuma preferência. Onde o treinador quiser me colocar, estou à disposição. Se for de lateral ou ponta, estou para onde ele me colocar.

Lembra do Honda na Copa?

— Lembro, lembro. Jogador que vi pequeno na Copa do Mundo. É um jogador que joga o fino da bola. Ele tem uma bagagem. Acho que ele ainda está um pouco tímido. Mas ele vai se encaixar no grupo e dar a experiência que tem.

Proposta do Botafogo

— Quando eu recebi a proposta nem dormi. Aceitei e graças a Deus estou aqui.

Imbróglio judicial com Santa Cruz

— Quando eu estava no CSA tive uma conversa com o presidente. Aí veio essa briga judicial. Vou levar o Santa Cruz no meu coração, é um clube grande também. A briga não foi com a torcida e nem com o clube, foi com a diretoria.

Atividade com Lazaroni

— Ele passou um trabalho de confiança muito bom, e de posse. A gente precisa ter um pouco mais de posse nos jogos. É bom para a gente ter uma porcentagem a mais de bola nos jogos.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.