Barroca é demitido do Botafogo após quarta derrota seguida

Loja Casual FC
Eduardo Barroca demitido Botafogo
Barroca. Botafogo x Fluminense no Estadio Nilton Santos. 06 de Outubro de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.
Eduardo Barroca demitido Botafogo
Eduardo Barroca é demitido do Botafogo. Foto: Vitor Silva/Botafogo

O técnico Eduardo Barroca não resistiu à derrota no clássico contra o Fluminense — a quarta consecutiva — e foi demitido do comando técnico do Botafogo.

Contratado em abril sob regime CLT, Barroca não tem multa a receber. Ficam pendentes, no entanto, os salários de agosto e setembro. O vínculo do treinador com o Botafogo valia até o final de 2019.

Barroca iniciou o trabalho de forma promissora. Foram três vitórias nos primeiros quatros jogos no BrasileiroFortaleza, Bahia e Fluminense.

O técnico deixa a equipe com aproveitamento de 40%. Durante a passagem, foram 27 jogos, com 10 vitórias, 3 empates e 14 derrotas.

O Vice de Futebol Gustavo Noronha foi o responsável por comunicar, em entrevista coletiva, a decisão de troca no comando. Confira:

Saída de Barroca

— Confiança no trabalho do Eduardo Barroca sempre existiu, o conhecemos há muito tempo, é vencedor na base do Botafogo e por onde passou. Fez um grande trabalho no Corinthians, a saída dele foi lamentada no Corinthians. Mas a gente vinha de uma sequência muito negativa, quatro derrotas nesse segundo turno. Houve um consenso na diretoria de que nesse momento precisávamos de uma mudança.

Interino

— Assume o Bruno Lazaroni. A diretoria vai se reunir mais uma vez para avaliar alternativas para comandar a equipe.

Próximo técnico

— Conversamos muito com o Anderson, que é o nosso diretor técnico e que de fato comanda essa área técnica do Botafogo. O Botafogo tem há muito tempo adotado uma política de profissionalismo. Não é uma diretoria que toma decisões abruptas ou precipitada.

— Não vamos buscar o profissional A, B ou C porque o presidente ou o vice de futebol querem. As decisões são tomadas de acordo com os nossos atletas e com a montagem que foi feita do nosso elenco. Vamos buscar um profissional adequado com a nossa forma de jogar.

Conversa sobre novo técnico

— Com relação ao perfil de treinador, a gente vem conversando já há algum tempo, não são conversas recentes. Já conversamos ao longo da trajetória, tivemos algumas conversas. Sabemos como Anderson pensa e a filosofia do Botafogo. Temos limitação orçamentária. Não discutimos com os jogadores nenhum perfil, seria absolutamente desrespeitoso com o profissional que acabou de dirigir o time. Não é o caminho.

Sumiço nos últimos episódios no Clube

— Em relação a este episódio, fiz uma viagem profissional nos últimos 15 dias, mas estava comandando o processo. Todos sabem que jogadores fizeram o protesto para não falar na sala de imprensa. Mas eu sou dirigente do Clube, sou obrigado a expor os patrocinadores.

Dificuldade orçamentária

Botafogo tem que viver com a sua realidade orçamentária. Claro que vai se fazer um esforço, o Botafogo precisa encontrar um caminho. Mas sem fazer loucuras. Vocês já estão acostumados. Botafogo vem trabalhando sem fazer novas dívidas. Se formos ver o perfil de endividamento do clube, as últimas gestões não vêm aumentando a dívida do clube. Vêm sim transformando em um clube gerenciável.

— Se nós não fizéssemos essa trajetória, o Botafogo não seria atrativo e não daria esse passo. Não poderíamos contratar um treinador de R$ 1 milhão por mês. Investidores olhariam para cá e não entenderiam. Os investidores disseram a nós: “Não esperamos uma loucura de vocês”. Por exemplo: o Botafogo, sem orçamento, pensa em uma contratação de um treinador caro. Os investidores usaram conosco o termo do Regular Course of Business, para não sair desse curso de responsabilidade.

Perfil do treinador

— Com experiência, sem dúvida. Eu não reputo ao Barroca a inexperiência. Não quer dizer mais velho de idade necessariamente.

O próximo compromisso do Botafogo no Brasileiro será na quarta (9), contra o Goiás, às 19h30, no Nilton Santos.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.