Carli admite pouca agressividade do Botafogo, mas projeta título

Loja Casual FC
Carli Botafogo Coletiva
Carli.Treino do Botafogo no Estadio Nilton Santos. 24 de Outubro de 2018, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
Carli Botafogo Coletiva
Carli é um dos líderes do elenco do Botafogo. Foto: Vitor Silva/Botafogo.

Capitão do Botafogo, o zagueiro Joel Carli falou com a imprensa nesta segunda (22) após quase três semanas de silêncio dos jogadores. O argentino agradeceu o respeito dos veículos que cobrem o clube e projetou o duelo contra o Atlético-MG, quarta (24), pelas oitavas da Sul-Americana, no Nilton Santos.

AGRADECIMENTO À IMPRENSA
Tem um tempo que não conversamos (foram quase três semanas de silêncio em protesto aos salários atrasados). Queria agradecer a todos pelo respeito a nossa decisão. Falo em nome do grupo.

SALÁRIOS ATRASADOS
Faltam os salários de julho. Mas estamos acostumados a isso. A diretoria sempre tem nosso voto de confiança. Mas também tínhamos que mostrar nossa insatisfação. Por isso optamos pelo silêncio.

FALTA DE EFETIVIDADE
Sabemos que estamos passando pela dificuldade, ter a posse e não conseguir agredir o rival. Temos que caprichar porque estamos tendo muito poucas chances de gol por jogo.

DIFERENÇA DE ATUAR COM MARCELO
Com Marcelo já tive várias oportunidades de jogar. Com Gabriel venho com uma sequência bem encaixada, mas Marcelo eu conheço faz anos e treinamos muito juntos. Não teremos problemas. A única diferença é que o Marcelo joga mais pela direita, mas estamos treinando muito isso. Vamos ver qual a decisão do Barroca, quem vai para o lado esquerdo. Fora isso não vejo muita diferença.

SUL-AMERICANA
Sabemos que é outra competição. Em casa temos que ganhar. Ficamos chateados pelos últimos resultados no Brasileirão. Agora temos que ganhar em casa de qualquer jeito.

ATLÉTICO-MG
Vi que o Atlético-MG muda muito pouco se joga em casa ou fora. Vai ser um jogo de dois times tentando ganhar e quem tiver mais coragem, mais profundidade, sairá vitorioso.

PREMIAÇÃO DA SUL-AMERICANA
Lógico que sabemos que essas competições passam muito pelo lado econômico. Mas o principal foco é buscar o título para dar essa alegria à nossa torcida.

CONQUISTA DO TÍTULO
Sabemos que precisamos de um título para entrar na história do Botafogo, queremos dar isso aos torcedores que tanto merecem. Não é só uma questão financeira.

GREVE
Nossa decisão principal foi não prejudicar nosso trabalho e ele passa pelo que fazemos em campo. Barroca e Anderson Barros falaram sobre não afetar a parte técnica. Acabamos optando pelo silêncio e prejudicamos você, o marketing. Por isso estamos longe de pensar em não treinar (greve).

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.