João Paulo não garante presença contra o Internacional: ‘Depende do treino’

Loja Casual FC
João Paulo Botafogo Internacional
Joao Paulo. Chapecoense x Botafogo no Estadio Arena Conda. 27 de Novembro de 2019, Chapeco, SC, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.
João Paulo Botafogo Internacional
João Paulo ainda é dúvida para a partida entre Botafogo e Internacional. Foto: Vitor Silva/Botafogo.

Um dos principais jogadores da temporada do Botafogo pela regularidade e entrega, João Paulo sofreu uma luxação contra a Chapecoense, mas está relacionado para a partida contra o Internacional, neste sábado, às 19h, no Nilton Santos.

Em coletiva de imprensa antes do último treino do Botafogo antes do confronto, o volante não confirmou presença em campo contra o Inter, embora apareça entre os relacionados.

— Tive um subluxação do cotovelo direito. Tenho edema ósseo, teve estiramento. Posso falar dessa maneira por cima, não sei dos detalhes. Estou com um pouco de dor para ver qual vai ser minha resposta aos movimentos. Estou concentrado, mas vai depender muito do treino de hoje. Minha intenção é treinar bem. Devo usar uma proteção no cotovelo para deixar firme, mas nada demais.

Confira outras declarações de João Paulo:

Vaga na Sul-Americana?

— Acho que é importante sempre olhar pra cima na tabela. Não podemos esconder o nosso principal objetivo, que é a permanência na Série A. Temos que aproveitar essa boa sequência para fazer um bom jogo contra um adversário difícil, que se portou melhor fora de casa do que em casa em alguns jogos.

Apoio da torcida

— No momentos mais difíceis do ano e ficou estremecida a relação da torcida com o clube e jogadores, a gente sempre se manifestou sobre a importância deles. Nessa reta final, eles abraçaram. Nos apoiam do primeiro minuto ao último. Vamos precisar muito deles.

Reecontro com Internacional

— Se olhar de maneira geral, a maioria dos clubes oscilou na temporada. Acho que Inter vive período de oscilação com troca de treinador. A gente não pode cair nessa armadilha, vai ser um jogo muito difícil e temos que estar preparados.

Momento pessoal

— Muito feliz com o momento, sofri bastante para me reencontrar e ter uma boa sequência. Hoje posso dizer que estou 100% fisicamente e tecnicamente. Me sinto bem tecnicamente. E mais ainda por estar atingindo os objetivos do grupo. Claro que queríamos estar acima da tabela, mas, diante das dificuldades que tivemos, vamos fechar bem a temporada.

Estilo dos técnicos

— Talvez o estilo do Valentim a gente não tenha feito da melhor maneira. Ele gosta que a gente trabalhe a bola e que seja objetivo no último terço. Não temos conseguido, mas poderíamos fazer de uma melhor maneira. Sempre deixamos muito claro que, para esse momento, precisávamos dos resultados, independentemente das atuações. Imprescindível era ter boa sequência de resultados.

Grande fase individual

— Falando claramente da época da lesão, fiquei um bom tempo. Tive sequência de boas exibições, é natural. A gente esperava que eu demorasse. Alguns falam que pode demorar um ano pra voltar a jogar normalmente. Nesse prazo, acho que consegui atingir antes. Feliz por ter essa sequência, me sentindo bem em campo. Não foi o ano que a gente gostaria, longe disso. Quando vestimos essa camisa, buscamos mais vitórias e brigas por títulos. Vamos ver se buscamos títulos no ano que vem.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.