Montenegro abre as portas para volta de Sérgio Manoel: ‘Cabe no Botafogo’

Loja Casual FC
Montenegro Botafogo
Vítor Silva / Botafogo

Depois de Sérgio Manoel admitir que gostaria de trabalhar no Botafogo, Carlos Augusto Montenegro, integrante do comitê executivo do Clube, abriu as portas para o retorno do ídolo. Em entrevista ao Canal do TF, canal parceiro do Fogo Na Rede, o eterno presidente lembrou a identificação com o grupo Campeão Brasileiro em 1995.

Leia também: Aprenda agora como ganhar dinheiro investindo em futebol

— Sérgio Manoel é uma das pessoas que caberiam no Botafogo. Eu tenho uma identificação muito grande com todo aquele elenco de 1995. Desde o Wagner até o Sérgio Manoel – garante.

Leia também: Obi Mikel será jogador do Botafogo, diz imprensa africana

Crise

Montenegro, no entanto, pontuou o momento delicado pelo qual passa o Clube em meio à pandemia pelo novo coronavírus.

— Mas a gente está passando um momento muito difícil, tentando fazer o Botafogo uma empresa, S/A, separando o futebol do Clube social. Agora no meio disso tudo aconteceu essa pandemia. Parou o futebol. Não sei como vai ser o calendário. Eu confesso que estamos de pé e mão atadas. Agora não podemos pensar nem oferecer nada. Estamos concentrados que as pessoas tenham saúde, proteger os funcionários do Clube, os jogadores, a comissão técnica. Proteger o Sérgio Manoel, que está lá em Miami, perto do meu filho, dos meus netos – disse.

Montenegro Botafogo
Montenegro quer contar com Sérgio Manoel no Botafogo. Foto: Vitor Silva/Botafogo.

Apesar do cenário incerto e instável, o dirigente garantiu que vai procurar o meia para conversar após o surto.

Leia mais: Especialista vê clube-empresa com otimismo apesar do coronavírus

— Quando acabar isso, óbvio que sempre tem espaço para conversar. Até porque a gente quer um novo modelo, um novo case, uma nova vida. Seria muito legal se ele pudesse voltar – afirmou.

Sérgio Manoel agradeceu o carinho e se pôs à disposição para contribuir com o Botafogo.

— Estou sempre à disposição para o que for, a hora que for e quando precisar – ponderou.

Veja a íntegra da entrevista:

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.