Vizinho de Bebeto, Lecaros revela conselhos do craque: ‘Pediu calma’

Loja Casual FC
Lecaros Bebeto Botafogo

Contratado em dezembro, o peruano Alexander Lecaros chegou ao Botafogo como uma aposta para temporada. O meia de 20 anos, no entanto, ainda não estreou em jogos oficiais pelo Alvinegro.

A única partida de Lecaros com a camisa do Botafogo foi no amistoso contra o Vitória/ES, durante a pré-temporada, quando saiu do banco e atuou por poucos minutos.

Ainda se adaptando ao Rio, visivelmente tímido em campo, Lecaros revelou que conta com o suporte de um tetracampeão mundial para ajudá-lo na tarefa. O jovem peruano é vizinho do craque Bebeto.

— Moramos no mesmo condomínio. Eu o vi e não sabia o que dizer. Fiquei muito nervoso. Não pedi uma foto, porque agora o tenho perto – confidenciou em entrevista a um veículo peruano.

PUBLICIDADE

Segundo Lecaros, Bebeto pediu calma ao jogador neste início de jornada no Rio.

— Ele me fez ver suas jogadas e gols. Ele me aconselhou e me disse que eu deveria ter calma no Rio de Janeiro para me destacar e depois ir para a Europa.

Confira a íntegra da matéria:

No início de 2020, todos os fãs de futebol ficaram mais do que chocados com o anúncio da contratação de Alexander Lecaros para o Botafogo. O jovem jogador do Real Garcilaso, hoje Cusco FC, surpreendeu os líderes da seleção brasileira e o contratou por dois anos.

Alexander Lecaros já está morando no Rio de Janeiro e treina todos os dias para se tornar um dos referentes de Botafogo. Além disso, todos os dias vive uma nova experiência que o faz crescer como profissional.

Em entrevista à mídia local, o peruano disse que é vizinho de Bebeto, uma das maiores figuras do futebol brasileiro.

“Com Bebeto, moramos no mesmo condomínio. Eu o vi e não sabia o que dizer. Fiquei muito nervoso. Não pedi uma foto, porque agora a tenho perto”, disse Alexander Lecaros.

Ele também confirmou que Bebeto lhe deu alguns conselhos. “Ele me fez ver suas jogadas e gols. Ele me aconselhou e me disse que eu deveria ter calma no Rio de Janeiro para me destacar e depois ir para a Europa”, acrescentou.

Finalmente, ele garantiu que está feliz por sua primeira experiência internacional. “Sinto-me feliz, como toda a minha família, eles sempre estiveram lá para apoiar. Isso mostra que eu venho de uma família muito respeitosa e calma. Isso me ajuda a continuar crescendo. É uma alegria para Cusco sair com um garoto da província e procurar triunfo no Brasil. Quero fazer com que o Peru pareça bom “, concluiu.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.