Autuori descarta reforços de peso e mira ‘oportunidades de negócio’ no Botafogo

Loja Casual FC
Botafogo Autuori reforços
Foto: Vítor Silva / Botafogo

Para participar de um Campeonato Brasileiro sem sustos, o Botafogo pretende fazer contratações. No entanto, com notórios problemas financeiros, o Alvinegro descarta sonhar alto. Por isso, o técnico Paulo Autuori e o departamento de futebol apostam em ‘oportunidades de negócio’ por reforços no Botafogo.

— Hoje, a idade madura do jogo é de 28, 29 anos. Então essa faixa etária entre 23 e 29 anos, é onde o jogador mais custa em termos de valores, tanto para transferência quanto para salários. A maioria dos clubes brasileiros não tem como investir como deveriam e como gostariam nessa faixa. Então, nós temos que correr atrás das oportunidades de negócio. E estas têm sempre um risco, porque você não consegue trazer aquele jogador que se encaixa no aspecto físico, técnico, tático e mental. O Botafogo vai atrás, dentro dessas oportunidades de negócio, fazer o que há de melhor. Agora, nas contratações, tem filtro em relação ao perfil desejado – disse Autuori ao “Canal do Nicola”.

Conheça a melhor linha retrô do Botafogo e ganhe 10% OFF com cupom FOGONAREDE

Botafogo Autuori reforços
Botafogo de Autuori vai lapidar mercado por reforços. Foto: Vítor Silva / Botafogo

Sem poder de investimento, Paulo Autuori evita sonhar alto na competição nacional. Para o treinador, o Clube deve ter como norte uma estabilidade no Brasileiro, sobretudo no período de transição para a Botafogo S/A.

— Sou muito pragmático e falo isso dentro do Clube, com torcedores, com a imprensa. O Botafogo tem que trabalhar para ganhar estabilidade desportiva, para pavimentar um caminho para o futuro. Para isso, é preciso fazer uma época tranquila – garante.

Siga-nos no Twitter | Siga-nos no Instagram | Siga-nos no Facebook

Foto: Vítor Silva / Botafogo

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.