Basquete do Botafogo tem quatro meses de salários atrasados

Loja Casual FC
Basquete Botafogo salários atrasados
Foto: Vítor Silva / Botafogo

Embora seja o atual campeão sul-americano de basquete, o time do Botafogo convive com uma dura realidade: quatro meses de salários atrasados. Profissionais da modalidade não têm qualquer perspectiva de pagamento. A informação é do portal “Super Esportes”.

Leia mais: Marcos Vinícius é o próximo a deixar o Botafogo

Segundo levantamento feito pelo site, inclusive, dois atletas do Clube sofreram ordem de despejo após atrasarem o pagamento do aluguel. Outros jogadores relataram dificuldade para comprar itens básicos.

Conheça a melhor linha retrô do Botafogo e ganhe 10% OFF com cupom FOGONAREDE

Problema antigo

Comandante da equipe, o técnico Léo Figueiró lamentou o tratamento aos profissionais de basquete do Botafogo.

— Está realmente muito complicado. Entendemos que o mundo vive um momento de incertezas por conta do coronavírus e que isso acaba afetando todas as áreas, mas é preciso entender o nosso lado, também. Até porque esse é um problema que já vem no basquete do Botafogo desde antes da pandemia. Temos compromissos para honrar e contas para pagar. É muito caótico para qualquer trabalhador ficar sem receber por quatro meses e meio, pois acaba colocando famílias em situações extremas, de dificuldade e constrangimento. Esperamos que isso se resolva logo – disse ao “Super Esportes”.

Já o armador Coelho, um dos principais nomes da equipe, pregou respeito ao grupo que alcançou grandes feitos na trajetória do basquete.

— Confio na diretoria e espero que as coisas se resolvam logo, pois a situação está ficando realmente insustentável. Nosso grupo sempre deixou tudo em quadra, alcançamos feitos importantes ao longo desses anos e temos muito orgulho de defender a camisa do Botafogo. Mas é preciso que entendam que já são quatro meses de salário atrasado e isso prejudica a vida de todos, pois temos família e contas para pagar – afirmou.

Leia mais: Dispensado pelo Botafogo, Thiaguinho não entende saída: ‘Sem nexo’

Às vésperas de virar S.A, o Botafogo promoverá a separação do Clube social e do futebol. Por isso, os esforços da nova gestão com investidores, serão todos voltados ao futebol. A manutenção dos demais esportes olímpicos dependerão do próximo presidente, a ser escolhido nas eleições de novembro.

Siga-nos no Twitter | Siga-nos no Instagram | Siga-nos no Facebook

Foto: Vítor Silva / Botafogo

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.