Com meta de 15 assistências, Bruno Nazário é apresentado no Botafogo

Loja Casual FC
Bruno Nazário Botafogo
Nazario durante apresentacao no Hotel Fazenda China Park. 19 de Janeiro de 2020, Domingos Martins, ES, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo.rrImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.r Botafogo x Goias no Estadio Nilton Santos. 09 de Outubro de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. r
Bruno Nazário Botafogo
Novo meia do Botafogo, Bruno Nazario é apresentado da China Park. Foto: Vitor Silva/Botafogo.

O meia Bruno Nazário foi apresentado neste domingo (19) no Botafogo, após a atividade da manhã no Hotel Fazenda China Park. Ainda tímido, o jogador falou sobre a decisão pelo Alvinegro.

— Estou muito feliz de vestir essa camisa do Botafogo, Fogão, Glorioso. A primeira vez que eu sentei e falei com meu empresário, fui muito feliz de escolher pelo Clube, pela camisa, pela história que tem. Hoje estou aqui para fazer uma grande temporada.

Veja mais declarações:

Características

— Sou versátil, aquele meia habilidoso, de bom passe. Mas trabalho também pelo lado direito, cortando para o meio, fazendo jogadas e isso faz o Valentim ter várias opções.

Evolução do time na pré-temporada

— O Valentim ainda está escolhendo. A gente vem trabalhando dia a dia. Sabemos o quanto é difícil por nos conhecermos agora, mas temos uma missão amanhã.

Você tem apelido?

— Não. Mas todo mundo brinca com Roberto Firmino. Quando eu jogava no Athletico, me chamavam de Nazashow, Nazário.

PUBLICIDADE

Como tem sido a conversa com Valentim?

— Ele sempre conversa comigo, procura saber como estou. Se for titular, estou aqui para ajudar meus companheiros. A gente sabe que ano passado foi um ano difícil, mas tenho certeza que esse ano vai ser diferente.

Como foi sua última temporada?

— Ano difícil. Tive lesões que não gosto nem de comentar. Mas hoje estou bem, o joelho está 100% e estuo preparado para dar a vida por este grande clube.

De onde vem a amizade com Firmino?

— Joguei com ele no Hoffenheim (ALE), a gente sempre está em contato no dia a dia. É um grande jogador. Ele vem me dando conselhos. Tenho certeza de que vai dar tudo certo.

Quando você decidiu pelo Botafogo chegou a comentar com ele?

— Não. Eu postei foto nas redes sociais e ele me parabenizou e pediu para eu focar aqui. Ouvir isso dele é gratificante.

Você é lembrado pelo lance que originou o gol que eliminou o Flamengo na Copa do Brasil.

— Os torcedores me lembram isso. Faz parte. Hoje estou aqui, vestindo a camisa do Botafogo e tenho certeza de que vai dar tudo certo. Tenho certeza que este ano vai ser de muita felicidade para mim, com gols e assistências.

Já aprendeu muita coisa sobre Botafogo?

— A gente vem pesquisando. Vamo, vamo, vamo, Botafogo. Clube que é mais tradicional. É isso.

Você trabalha com meta de assistências?

— A gente sempre procura estar ali ajudando o centroavante. A meta de um meia são 14, 15 assistências no ano. E fazer gols faz com que a gente ajude o Botafogo.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.