Rotenberg quer classificação à Sul-Americana para animar investidores da Botafogo S/A

Loja Casual FC
Rotenberg Botafogo SA
Ricardo Rotenberg apresenta patrocinio da Casa de Apostas no Estadio Nilton Santos. 17 de Maio de 2019, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. Imagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. r
Rotenberg Botafogo SA
Rotenberg faz parte do grupo de trabalho da Botafogo S/A. Foto: Vitor Silva/Botafogo.

Sem qualquer risco de rebaixamento após a derrota do Cruzeiro para o Vasco, o Botafogo agora faz contas para o próximo objetivo da temporada. Em entrevista à Super Rádio Brasil nesta terça, o VP de futebol Ricardo Rotenberg declarou que conquistar uma vaga para a Sul-Americana de 2020 é importante para animar investidores da Botafogo S/A.

— Ano que vem o Botafogo certamente vai mudar o seu modelo de futebol e será gerido por uma empresa. Não necessariamente dezembro ou janeiro do ano que vem, mas certamente ainda no primeiro semestre de 2020. Para isso, precisamos do apoio da torcida sempre. É bom estar na Sul-Americana, porque provavelmente os investidores da Botafogo S/A serão estrangeiros e ficarão mais animados com o clube numa competição importante – lembrou Rotenberg.

Confira mais declarações de Rotenberg à Super Rádio Brasil:

Permanência na Série A

— Aliviado. Satisfeito. Se a gente lembrar cinco rodadas atrás, a nossa situação era um pouco melhor do que a do Cruzeiro e de outros. Mas, enfim, acho que muito graças a dois fatores: comprometimento do elenco e comissão técnica e da torcida do Botafogo, que compareceu ao estádio mesmo sabendo das dificuldades que o elenco tem. Além disso, a falta de reposição, que acho que foi um equívoco grave. Agora nós temos o jogo contra o Atlético-MG, nosso co-irmão alvinegro. A gente espera ter um bom resultado para que domingo possamos fazer uma bela festa no nosso estádio. Os ingressos já estão à venda. Recebi muitas mensagens no Twitter para fazer ingressos mais baratos. Eu até defendo os ingressos mais baratos, por mim eu até abria o portão para que os alvinegros pudessem comemorar. Mas não é possível. Nós temos custos. Então nós vamos fazer uma festa grande. A promoção continua. As mulheres que aparecerem lá vão entrar. Todas. A gente coloca um limitador de equilíbrio, mas todas vão entrar. Precisamos desse apoio para disputar a Sul-Americana. É importante.

Contribuição pessoal

— A minha contribuição foi dar tranquilidade ao elenco do Botafogo, à comissão técnica. Muita conversa com os jogadores em particular, cumprimentos e apoio para mostrar para eles que nós temos confiança. Todos eles têm ciência de que estão jogando com uma camisa muito pesada. E eles podem render com o tamanho dela.

Você já trabalha o planejamento para a próxima temporada?

— Isso vai começar logo após o final do campeonato. A minha missão termina domingo de dezembro, às 18h. Não sei se vou continuar. Não sei se é o modelo ideal para esse período de transição. Então tenho que conversar isso com o presidente do Botafogo, com o Montenegro, que é o maior nome vivo da história do Clube, para ver o que estão pensando. A priori, prefiro contribuir na transição em relação a grupos interessados, até pela minha função comercial de marketing. O planejamento começa já na segunda, dia 9, para pensar o elenco no início do ano que vem. Provavelmente tenha uma empresa ainda tocando o Botafogo. Vale lembrar que a lei aprovada na Câmara, ela autoriza a CBF a aceitar que o clube vire empresa durante o ano. Se for continuar essa aprovação, o Botafogo pode mudar durante o campeonato mesmo. Enquanto isso, vamos planejar de acordo com o recurso que nós temos. Mas esperando os nossos investidores para que possam manter as tradições alvinegras e ter um time competitivo.

O Botafogo vai tentar a permanência do Gabriel para 2020?

— Óbvio que nós vamos tentar. O Gabriel é um jogador espetacular que casou com a camisa do Botafogo. Identificação impressionante. Ele quer ficar. Nós vamos lutar muito pela permanência dele porque ele é um grande zagueiro, atleta e profissional. Não vai faltar esforço para que Gabriel fique no Botafogo. É uma prioridade. Antes de contratar qualquer um. Ele tem uma regularidade impressionante. A nossa ida a Belo Horizonte, se tivermos oportunidade, já vamos começar a trabalhar. O Atlético-MG é um clube co-irmão, temos uma relação muito boa. Vamos ver o que é possível fazer. A melhor contratação que o Botafogo pode fazer para o ano que vem é a permanência do Gabriel.

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.