Botafogo vence Athletico de virada e Barroca projeta G6

Loja Casual FC
Botafogo Athletico Barroca
Barroca. Botafogo x Athletico PR pelo Campeonato Brasileiro no Estadio Nilton Santos. 11 de Agosto de 2018, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo.rImagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. r

Com gols de Luiz Fernando e Diego Souza, o Botafogo venceu o Athletico/PR por 2 a 1 de virada, no Nilton Santos. Com o resultado, o Alvinegro chegou à sétima posição. Após a partida, o técnico Barroca falou com a imprensa, comemorou o resultado e a subida do Alvinegro na tabela do Brasileiro.

Confira a íntegra da coletiva abaixo:

O JOGO
O primeiro tempo não conseguimos sair da pressão. Eles utilizavam um jogo vertical. Fomos perdendo um pouco a confiança de pressionar da forma como deveria. Ficamos espaçados na nossa linha de quatro para não tomar nas costas, nao é uma característica da nossa equipe. Sofremos um gol que nao é comum. Desde que estou aqui, ainda nao havia tomado gol de bola parada. Nesse gol do Athletico foi de rebote de bola parada, trouxe um pouco de insegurança. Depois do gol, tivemos uma crescida. Criamos outras alternativas, cruzmaentos, bola na frente do goleiro. No segundo tempo a gente fez um ajuste tanto na pressão, na compactação e fez com que tivessemos volume maior e trazer para nossa característica. O resultado foi justo pela somatória dos tempos. Era um jogo muito importante para nós. Saio satisfeito com a entrega dos jogadores. Eles foram na raça, no coração. Grupo muito trabalhador, sério, dedicado.

LUCAS CAMPOS
Conheço muito bem. Jogou três anos na base. É um jogador de muita velocidade. Jogador jovem, promissor. No processo da base para o profissional, o que é comum, ele compete em outro nível. Com jogadores mais experimentados. O Botafogo fez a coisa certa, pôs ele para rodar. Quando cheguei, pedi para ele voltar . Ele tem muito a crescer porque é um jovem. Entrou muito bem no jogo. Entrou bem contra o CSA e hoje novamente.

PACHU
Chamei ele para uma situação específica do jogo. Alertar numa situação coletiva se precisasse usá-lo para que ele tivesse atento.

DIEGO SOUZA
Eu não estava na chegada dele. Mas quando ele veio para o Botafogo, ele veio para ser protagonista. Ele tem minha confiança plena, total. Nunca tinha trabalhado com ele. Profissional impecável. Vou completar quatro meses de Botafogo. Nunca me pediu para ficar 10 minutos fora de qualquer treino que fosse. Vem crescendo. Os números dele vem crescendo. Tenho conseguido conversar cmo ele e tentar tirar outrs situacoes. Ele ja jogou de meia, de 9, com dois centroavantes. É um cara que com um olhar consegue pegar o que peço dele. Tenho prazer de trabalhar com ele e estou satisfeito com o que ele nos entrega. Eu pedi um encaixe da pressão e da compactação. O que a gente fez foi ajustar um posicionamento de pressão dele para o Athletico nao achar o passe vertical no Thonny Anderson.

JOÃO PAULO SUSPENSO
Penso que como treinador da equipe preciso dar segurança aos jogadores que estão jogando de arriscarem, de jogarem até às vezes mal e o treinador não vai sacá-los. Eu nao posso toda vez que o jogador oscilar trocar, porque eu entendo que isso traz insegurança. A minha forma de pensar é dar segurança no que entendo que é melhor para o Botafogo. O JP é um jogador extremamente técnico, experiente, cognitivo alto, inteligente. Se o Alex não jogar, eu tenho jogadores que estão aqui aptos a jogar e dar conta do recado. Tenho muita segurança na equipe que eu tenho, na forma como eles estão trabalhando para que o jogador se sinta seguro para arriscar. É uma linha de trabalho que penso.

PROJEÇÃO DE G6 CONTRA O CORINTHIANS
Conheço muito bem o Corinthians, afinal vim de lá. Não tenho a menor dúvida de que vamos enfrentar uma equipe muito boa. Já agradeço de antemão ao Carille pelo período que estive lá. ELe me inseriu no trabalho dele. Há dez dias conversamos longamente sobre uma serie de coisas. Ele passou por todos os processos. Me espelho bastante nele na vida pessoal e profissional. Vai ser um jogo difícil com um adversário que está a dois pontos à nossa frente. Penso no futebol e na vida nós precisamos de coragem e personalidade para enfrentar qualquer desafio. Nós vamos nos preparar muito bem para enfrentar o Corinthians. Vamos dar o nosso máximo para ganhar o jogo, como fazemos todos os jogos.

PRESENTE AOS PAIS
Dia especial, hoje tive a oportunidade de entrar em campo com meus filhos. Nossa vida é de muita ausência de casa. Ter a oportunidade de trazer essa alegria para o Botafogo é uma sensação de muito prazer. Eu já sou uma pessoa que gosto muito do Botafogo. Tenho muito prazer de estar aqui. Fazer parte desse processo tem uma importância muito grande.

MARCINHO
Tenho falado bastante com o Marcinho, cresceu muito de produção. Resgatou o que fez de bom aqui. Tem jogado muito bem. Fez uma boa partida novamente.

OPÇÕES DOS MEIAS NA PARTIDA
Nosso objetivo é sempre agredir o adversário, fazer gols. Se o adversário bloqueia de alguma forma, eu prefiro sempre ter o controle.

ATUAÇÃO DEFENSIVA PELA DIREITA
O Athletico acabou usando ali por características dos jogadores, mas vou ter uma análise mais fidedigna quando rever o jogo, sem emoção. Se houver a necessidade de fazer ajustes, vamos fazer.

OPÇÕES DA BASE
Na hora que estou tomando as decisões não penso se o cara é da base ou não. Preciso pensar na opção que pode me deixar mais perto da vitória. Mas evidente que fico muito feliz de ver que o processo iniciado lá atrás está dando frutos desportivos e comerciais. O Botafogo tem uma safra vencedora. Marcinho, Marcelo, Kanu que foi muito bem hoje. Me encanta o quanto ele cresceu como homem. Teve oportunidade e deu conta do recado. Eles ganharam tudo na base. Estão colhendo os frutos daquilo que eles plantaram. Estão tendo suas oportunidades na base. Tem um ditado na Bahia que diz: no campo nao tem moita nem muro. O cara tem que chegar lá e render.

VENCER COM OS FILHOS PRESENTES
Minha filha Ana Beatriz tem 4 anos e o Bernardo tem um ano. Motivo de muito orgulho. Dirigir o Botafogo é motivo de muito orgulho. Responsabilidade muito grande, que levo com seriedade. Uma vida de dedicação plena deste projeto. Ter a oportunidade de viver esse momento junto com meus filhos.

BOTAFOGO NA PARTIDA
Não entramos ligados. Erramos em timings, atitude. Quando você pega uma equipe organizada, isso dá problema. Não entramos no nivel que costumamos entrar. Mais uma vez: mérito dos jogadores. O intervalo do jogo foi o mais tranquilo que tive aqui. Nossas dificuldades eram coletivas, então a responsabilidade era minha. Então ajustei e acabou acontecendo no segundo tempo.

TIAGO NUNES
É uma referência. O trabalho dele, não só por resultados, mas pela organizacao, pela forma como o time joga, cmoo ele montou, pela linha de pensamento dele sobre futebol me agrada muito. Já brigamos muito na base no bom sentido, sempre com respeito muito grande. Hoje foi uma grande oportunidade enfrentar alguém do nível dele. Depois vou pegar o vídeo do jogo para analisar.

Veja a íntegra da coletiva de Barroca em vídeo. Inscreva-se no nosso canal do YouTube:

Comentários

Sobre Diego Mesquita 1552 Artigos
Botafoguense, 36 anos. Formado em Jornalismo pela FACHA (RJ), trabalhou como assessor de imprensa do Botafogo F.R em 2010. Hoje, é setorista independente.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.